Elseworlds: Crossover das séries de super-heróis ganha novo pôster com 14 personagens



A rede The CW divulgou um novo pôster (em três partes) de “Elseworlds”, crossover das séries “The Flash”, “Arrow” e “Supergirl”.

A imagem traz nada menos que 14 personagens. Entre eles, destacam-se a confusa troca de identidades entre Flash (Grant Gustin) e Arqueiro Verde (Stephen Amell), a estreia de Lois Lane (Elizabeth Tulloch) no Arrowverso, a primeira aparição de Batwoman (Ruby Rose) numa produção live action da DC Comics, além do misterioso Monitor (LaMonica Garrett) e o surgimento de nada menos que dois Superman (ambos interpretados por Tyler Hoechlin), sugerindo que o herói de uniforme negro não é o primo de Supergirl (Melissa Benoist).

E por falar em mistureba geek, a arma na mão de Lois Lane é o megabastão da Grande Barda ou o martelo de Aço?

É muita informação para uma imagem só. E isso que o cartaz não inclui quatro personagens que terão participação importante na trama: Nora Fries (Cassandra Jean Amell), o vilão Dr. John Deegan (Jeremy Davies), o Flash da Terra 90 (John Wesley Shipp) e o Pirata Psíquico (Bob Frazer) – sem esquecer as versões alternativas dos vilões Malcolm Merlyn (John Barrowman) e Ricardo Diaz (Kirk Acevedo).

A sinopse oficial explica a premissa da história. “No crossover, as experiências do Dr. John Deegan (Jeremy Davies) no Arkham Asylum acabam reescrevendo a realidade, fazendo com que Barry Allen (Grant Gustin) e Oliver Queen (Stephen Amell) troquem totalmente de identidades, incluindo seus uniformes e poderes. Além dos dois, a Supergirl (Melissa Benoist) é a única que consegue perceber os heróis como se eles ainda estivessem vivendo suas próprias vidas”.


O título escolhido para o crossover, “Elseworlds”, também é uma referência importante. Ele é o mesmo de um selo da DC Comics que abriga histórias em quadrinhos passadas fora de cronologia e em universos paralelos – e que foi “traduzido” no Brasil como “Túnel do Tempo”.

Para quem não conhece, as histórias publicadas com a marca Elseworlds têm liberdade para imaginar os heróis da editora em situações, épocas e mundos alternativos, sem afetar a linha do tempo principal dos quadrinhos. A iniciativa foi inaugurada em 1989 com “Um Conto de Batman: Gotham City 1889”, graphic novel em que Batman enfrentou Jack, o Estripador na era vitoriana. Títulos como “O Reino do Amanhã”, “Superman: Entre a Foice e o Martelo”, “Batman & Drácula” e “Batman & Houdini” também foram publicados pelo selo.

O enredo televisivo vai explorar realidades alternativas, mas também serve de introdução para elementos da famosa história em quadrinhos “Crise nas Infinitas Terras”, que parece estar no radar dos produtores para um desenvolvimento futuro.

“Elseworlds” irá ao ar nos EUA entre os dias 9 e 11 de dezembro. E ganhará exibição especial dos três episódios no dia 16 de dezembro no Brasil, pelo canal pago Warner.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings