Autor: Otávio Almeida

Crítica: Cristopher Robin é fofo e previsível como um filme convencional da Disney

Crítica: Cristopher Robin é fofo e previsível como um filme convencional da Disney

Pelo trailer, já era possível prever que “Christopher Robin” seria um filme fofo. É sobre…

Documentário estrelado, escrito e dirigido pela cantora Kesha ganha primeiro trailer

Documentário estrelado, escrito e dirigido pela cantora Kesha ganha primeiro trailer

A cantora Kesha divulgou nesta segunda-feira (30/7) o anúncio, em forma de teaser, de um…

Crítica: Homem Formiga e a Vespa aprimora sua fórmula para se destacar na Marvel

Crítica: Homem Formiga e a Vespa aprimora sua fórmula para se destacar na Marvel

Depois da pesada carga dramática de “Vingadores: Guerra Infinita”, “Homem-Formiga e a Vespa” representa para…

Crítica: Hereditário é um dos grandes filmes de terror deste século

Crítica: Hereditário é um dos grandes filmes de terror deste século

O cineasta estreante Ari Aster inicia “Hereditário” como um filme sobre luto, sobre como qualquer…

Crítica: Novo Jurassic World mostra que a franquia não têm fôlego para tantas sequências

Crítica: Novo Jurassic World mostra que a franquia não têm fôlego para tantas sequências

Quando “Jurassic World” saiu em 2015, a continuação disfarçada de reboot atualizou a franquia e…

Crítica: Oito Mulheres e um Segredo é realmente a versão feminina de um filme já visto

Crítica: Oito Mulheres e um Segredo é realmente a versão feminina de um filme já visto

Quem gosta de “Onze Homens e um Segredo” tem tudo para apreciar Sandra Bullock (como…

Crítica: Tully é um filme simples com proporções épicas e mais incrível que você imagina

Crítica: Tully é um filme simples com proporções épicas e mais incrível que você imagina

Jason Reitman acostumou o público mal com seus três primeiros (ótimos) filmes, “Obrigado por Fumar”,…

Crítica: Cargo troca a tensão dos filmes de zumbis pela emoção

Crítica: Cargo troca a tensão dos filmes de zumbis pela emoção

Está faltando aquele filme de zumbi para dar uma sacudida nesse estilo tão amado desde…

Crítica: A Noite do Jogo marca o resgate das comédias americanas engraçadas

Crítica: A Noite do Jogo marca o resgate das comédias americanas engraçadas

Já reparou que Hollywood não faz mais tantas comédias como há alguns anos atrás? Entre…

Crítica: Rampage traz Dwayne Johnson fazendo o mesmo de sempre, ainda mais descartável

Crítica: Rampage traz Dwayne Johnson fazendo o mesmo de sempre, ainda mais descartável

Dwayne Johnson é uma simpatia, um cara divertido que merece um high five, um abraço…

Crítica: Com Amor, Simon é uma simpática Sessão da Tarde para mentes esclarecidas

Crítica: Com Amor, Simon é uma simpática Sessão da Tarde para mentes esclarecidas

Se o saudoso John Hughes estivesse vivo nesses dias de hoje, ele certamente faria um…

Crítica: Um Lugar Silencioso é uma aula de cinema brilhante e assustadora

Crítica: Um Lugar Silencioso é uma aula de cinema brilhante e assustadora

Quem diria que John Krasinski, um ator mais conhecido por seu papel numa série de…

Crítica: Falta Guillermo Del Toro na continuação genérica de Círculo de Fogo

Crítica: Falta Guillermo Del Toro na continuação genérica de Círculo de Fogo

Alguns filmes não nasceram para gerar franquia. Guillermo del Toro destilou todo seu amor por…

Crítica: Dificilmente haverá sci-fi melhor que Aniquilação em 2018

Crítica: Dificilmente haverá sci-fi melhor que Aniquilação em 2018

Nada como um segundo filme para comprovar se um diretor, que acertou de primeira, é…

Crítica: Alicia Vikander é boa demais para o reboot de Tomb Raider

Crítica: Alicia Vikander é boa demais para o reboot de Tomb Raider

Ninguém conseguiu fazer boas adaptações de games para o cinema até hoje. Existem filmes legais…

Crítica: Me Chame pelo seu Nome é um romance tão arrebatador que até seu sofrimento é bonito

Crítica: Me Chame pelo seu Nome é um romance tão arrebatador que até seu sofrimento é bonito

Inspirado no livro homônimo de André Aciman, “Me Chame Pelo Seu Nome” descreve o primeiro…

Crítica: Mãe! é a obra mais original, ousada e demente da carreira de Darren Aronofsky

Crítica: Mãe! é a obra mais original, ousada e demente da carreira de Darren Aronofsky

David Lynch já disse que filmes não devem ser explicados, mas sentidos. Poucas vezes neste…

Crítica: O Mínimo para Viver é um dos piores filmes bem-intencionados já feitos

Crítica: O Mínimo para Viver é um dos piores filmes bem-intencionados já feitos

Drama de doença, “O Mínimo para Viver” (To The Bone) é o primeiro longa-metragem dirigido…

Crítica: Transformers – O Último Cavaleiro é barulho e poluição visual sem sentido algum

Crítica: Transformers – O Último Cavaleiro é barulho e poluição visual sem sentido algum

É impossível lembrar ou explicar o que acontece do início ao fim em “Transformers: O…

Crítica: Carros 3 é o melhor filme da trilogia animada da Pixar

Crítica: Carros 3 é o melhor filme da trilogia animada da Pixar

Ninguém pediu “Carros 3”, mas a Pixar foi lá e fez. Por quê? Porque esse…

Crítica: Meu Malvado Favorito 3 prova que a franquia esgotou a criatividade

Crítica: Meu Malvado Favorito 3 prova que a franquia esgotou a criatividade

“Meu Malvado Favorito 3” chega para provar que a franquia esgotou seu estoque de criatividade….

Crítica: Okja disfarça de fábula infantil uma aventura com tema adulto e atual

Crítica: Okja disfarça de fábula infantil uma aventura com tema adulto e atual

Somente um diretor fora do esquema de Hollywood, e com liberdade total para contar sua…

1 of 3
123

Back to site top
Change privacy settings