Divulgação/Netflix

10 séries: Novos vikings e estrelas brasileiras são destaques em streaming

 

VIKINGS: VALHALLA | NETFLIX

A nova série é uma continuação da recém-encerrada “Vikings” desenvolvida pelo mesmo produtor, Michael Hirst, mas se passa um século após as façanhas de Ragnar Lothbrok e seus filhos, concentrando-se nas aventuras de outros vikings famosos: os irmãos Leif Eriksson (Sam Corlett, de “O Mundo Sombrio de Sabrina”) e Freydis Eiríksdottir (Frida Gustavsson, de “Swoon”), além de Harald Harada (Leo Suter, de “The Liberator”), um viking cristão que se apaixona por Freydis.

Com muitas batalhas épicas, a trama acompanha nova tentativa viking de invadir a Grã-Bretanha, mas se passa numa época em que os próprios vikings se encontram divididos entre manter sua tradição pagã e abraçar a religião do velho inimigo.

Desta vez, Hirst tem um papel menos ativo – está desenvolvendo várias séries históricas simultaneamente – , deixando o rumo da atração a cargo do showrunner Jed Stuart – que é nada menos que o roteirista dos filmes clássicos “Duro de Matar” (1988) e “O Fugitivo” (1993).

 

DE VOLTA AOS 15 | NETFLIX

Espécie de “De Repente 30” às avessas, a série gira em torno de Anita, que num momento de crise com a vida adulta deseja poder mudar várias decisões do passado para ter uma vida melhor e, de uma hora para outra, se vê de volta à época em que tinha 15 anos de idade. A protagonista é vivida por Camila Queiroz (“Verdades Secretas”) na fase adulta e por Maisa (“Pai em Dobro”) na adolescência.

O detalhe é que Anita decide aproveitar esse “De Repente 15” para criar um “Efeito Borboleta”, tentando consertar a vida dos amigos. Só que cada mudança que ela faz no passado impacta o futuro de todos – e nem sempre para melhor.

Desenvolvida por Janaina Tokitaka (“Spectros”), tem só seis episódios e um elenco que ainda inclui Klara Castanho (“Confissões de uma Garota Excluída”), Amanda Azevedo (“Call Com Cleo”), Pedro Vinícius (“Malhação”) e Caio Cabral (“Bom Sucesso”).

 

OPERAÇÃO MARÉ NEGRA | AMAZON PRIME VIDEO

A minissérie ibérica destaca os brasileiros Bruno Gagliasso (“Marighella”) e Leandro Firmino (“Cidade de Deus”) numa trama criminal baseada em fatos reais.

A ação se passa em novembro de 2019 e acompanha a missão de um submarino artesanal, que atravessa o Oceano Atlântico com três toneladas de cocaína. Em seu interior, três homens tentam sobreviver a tormentas, correntes, avarias, fome, discussões e a uma constante pressão policial.

Realizada pelo espanhol Daniel Calparsoro (“Até o Céu”) e o português João Maia (“Variações”), a série completa seu elenco com astros dos dois países, incluindo Álex González (“Fomos Canções”), Nuno Lopes (“A Prima Sofia”), Lúcia Moniz (“Fátima: A Hitória de um Milagre”), Nerea Barros (“Pecados Antigos, Longas Sombras”), Luis Zahera (“Enquanto o Amor Durar”) e Luís Esparteiro (“Super Pai”).

 

SEÑORITA 89 | STARZPLAY

Concebido pela premiada cineasta argentina Lucía Puenzo (“O Médico Alemão”) e produzido pelo premiado cineasta chileno Pablo Larraín (“Spencer”), o drama de época gira em torno do mais importante concurso de beleza do México nos anos 1980.

A trama acompanha a recepção de 32 misses na propriedade privada da mentora do evento, onde deverão passar por um treinamento árduo de três meses até chegarem ao concurso de Miss México. Mas por baixo das aparências, das roupas e da maquiagem, existe um mundo sombrio e, no final, as competidoras precisarão se apoiar umas às outras para conseguir sobreviver à competição.

Os dois primeiros episódios estreiam no domingo (27/2), com um novo episódio sendo lançado semanalmente.

 

WHAT WE DO IN THE SHADOWS | STAR+

Criada pelos mesmos responsáveis pelo filme homônimo (“O que Fazemos nas Sombras” no Brasil), Taika Waititi (“Thor: Ragnarok”) e Jemaine Clement (“Flight of the Conchords”), a série acompanha o dia-a-dia de vampiros entediados de Nova York. Os protagonistas são dois vampiros preguiçosos, uma vampira que não aceita desaforos, um vampiro enérgico (que suga energias com sua chatice) e um assistente humano.

Após o assistente se revelar um matador de vampiros e eliminar os rivais que prenderam seus mestres no ano anterior, a 3ª temporada lida com a promoção dos protagonistas a líderes do que sobrou das criaturas da noite nova-iorquina.

O elenco é formado por Matt Berry (da saudosa série “The IT Crowd”), Natasia Demetriou (“Year Friends”), Kayvan Novak (“As Aventuras de Paddington”), Harvey Guillen (“The Magicians”) e Mark Proksch (“The Office”).

 

BIG SKY | STAR+

Série estreante mais bem-sucedida da TV americana em 2020, “Big Sky” retorna na 2ª temporada com as detetives Cassie Dewell (Kylie Bunbury, de “Olhos que Condenam”) e Jenny Hoyt (Katheryn Winnick, de “Vikings”) na mira de vários criminosos da região rural em que a trama se passa.

Elas ainda estão na caça do sequestrador e traficante sexual Ronald Pergman (Brian Geraghty) quando o ex de Cassie, Blake (Michael Raymond-James), pede ajuda ao ser acusado de atacar uma jovem, aparentemente incriminado pela própria família. Não bastasse a perigosa família de Blake complicar a investigação, Ronald retorna para perseguir as detetives que tentaram caçá-lo.

Criada por David E. Kelley (“Big Little Lies”), a série de suspense é baseada em “The Highway”, livro de CJ Box que abre uma série de romances da personagem Cassie Dewell (Bunbury).

 

NCIS HAWAI’I | GLOBOPLAY

Criada para ocupar o lugar de “NCIS: New Orleans”, cancelada em 2021 ao fim de sua 7ª temporada, “NCIS: Hawai’i” também se vale de sua locação havaiana para buscar se estabelecer como sucessora de “Havaí Cinco-0”, encerrada em 2020.

A trama acompanha uma equipe de investigadores criminais da Marinha que operam nas ilhas havaianas. Mas em vez de ser o “NCIS” de sempre, só que no Havaí, a série é mais ousada que sua antiga precursora, trazendo Vanessa Lachey (“Truth Be Told”) como a primeira agente feminina a comandar uma equipe da franquia, além de incluir uma subalterna lésbica (Lucy Tara), que manda um beijo quente numa agente do Departamento de Defesa (Tori Anderson) logo no primeiro capítulo.

Os dois primeiros episódios foram exibidos na Globo nesta semana, numa tática para atrair novos assinantes para a plataforma de streaming do grupo, que disponibiliza a 1ª temporada completa.

 

NANCY DREW | GLOBOPLAY

A 3ª temporada explora novos terrores que colocam a protagonista (Kennedy McMann) e seus amigos em perigo. Combinando o clima de “Supernatural” e “Scooby-Doo”, a série reinventou a franquia quase centenária da detetive mirim literária como uma atração de terror adolescente e tem sido um dos maiores sucessos produzidos pelo CBS Studios para o canal americano The CW.

O sucesso já está rendendo, inclusive, um spin-off centrado no personagem Tom Swift, que foi introduzido na 2ª temporada.

 

JUVENILE JUSTICE | NETFLIX

A série sul-coreana de trama polêmica gira em torno de uma juiza notoriamente conhecida por sua aversão aos crimes juvenis violentos, que é nomeada para um tribunal de menores no distrito de Yeonhwa. Vítima da delinquência juvenil, ela se depara com a falta de leis mais duras que estimulam a sensação de impunidade dos jovens criminosos. E decide enfrentar com sentenças duras o desdém dos menores infratores pelo código penal.

Escrita por Kim Min Sook (“O Impiedoso”) e estrelada por Kim Hye-soo (“Hyena”), é dramática ao extremo e tende a dar o que falar.

 

A FAMÍLIA RADICAL: MAIOR E MELHOR | DISNEY+

A série animada “A Família Radical” (The Proud Family), que teve três temporadas – e um filme – entre 2001 e 2005 no Disney Channel, retorna com mais personagens e o título ampliado.

Criada por Bruce W. Smith, a atração original é uma das primeiras séries animadas a girar torno de uma família afro-americana. A protagonista é a adolescente Penny Proud (dublada por Kyla Pratt), que completou 16 anos no filme animado, e sua família grande e típica, com pai superprotetor (Tommy Davidson), mãe trabalhadora (Paula Jai Parker), vovó que mora na sua casa (Jo Marie Payton), um casal de irmãos (gêmeos) caçulas, cachorrinho e muitos amigos excêntricos.

Além de retornar com os mesmos dubladores originais em inglês, o revival em streaming terá participação de vários astros famosos nas novas dublagens, como Keke Palmer (“Scream Queens”), Billy Porter (“Pose”), Zachary Quinto (“Star Trek”), Leslie Odom Jr. (“Uma Noite em Miami”), Tiffany Haddish (“A Viagem das Garotas”), Lena Waithe (“Master of None”), Anthony Anderson (“Black-ish”), Gabrielle Union (“L.A.’s Finest”), Debbie Allen (“Grey’s Anatomy”), James Pickens Jr. (“Grey’s Anatomy”), Courtney B. Vance (“Lovecraft Country”), Jane Lynch (“Glee”), Jaden Smith (“Depois da Terra”), Lamorne Morris (“New Girl”), Brenda Song (“Station 19”), Eva Longoria (“Desperate Housewives”) e os cantores os Lil Nas X, Normani, Lizzo e Chance the Rapper, entre muitos outros.