Divulgação/Jive Records

Documentário impactante de Britney Spears chega no Brasil

O documentário “Framing Britney Spears”, produzido pelo jornal New York Times sobre a vida da cantora pop, chegou ao Brasil. Ele foi disponibilizado neste sábado (20/3) no Globoplay.

Muito elogiada, a produção analisa as polêmicas em torno da cantora, especialmente a ideia de que ela tem problemas mentais, enfatizando o fato de que a artista está desde 2008 proibida pela Justiça dos EUA de tomar decisões por conta própria.

A tutela legal exercida pelo pai por preocupações com a sua saúde mental a obriga a pedir consentimento a ele para quase tudo, embora nestes anos ela tenha continuado a trabalhar como qualquer outro artista, inclusive com uma turnê permanente em Las Vegas.

Com um enfoque que destaca o machismo da mídia, preconceito da Justiça e bullying sistemático sofrido pela artista, o filme também coloca em foco o movimento Free Britney, que defende o direito da cantora de decidir seu destino.

“O documentário contribui para a conversa crítica que estamos tendo sobre mulheres, representação e trauma”, refletiu a crítica Patricia Grisafi, da emissora americana NBC, sobre a grande repercussão atingida pela obra nos EUA. “Na tradição de tantas histórias de ‘mulheres loucas’ antes dela, ‘Framing Britney Spears’ se pergunta o que acontece quando a porta é aberta para revelar não uma bruxa que espuma pela boca, mas nuances de um ser humano peculiar, totalmente competente”, acrescentou.

O filme fez tanto sucesso que inspirou uma série de “mea culpas” e pedidos de desculpas de personalidades como o cantor Justin Timberlake e o fofoqueiro profissional Perez Hilton pela forma como trataram Britney no passado. Também levou a Netflix a correr atrás para desenvolver seu próprio documentário.

Enquanto isso, Britney segue lutando para se livrar da tutela do pai, que tomou conta de todo o seu dinheiro e de seu destino, mesmo tendo sido ausente a maior parte de sua vida.