blank Instagram/Britney Spears

Documentário faz Perez Hilton lamentar sua crueldade com Britney Spears

O fofoqueiro profissional Perez Hilton, um dos blogueiros mais populares dos EUA que até já apareceu no “Celebrity Big Brother”, resolveu pedir desculpas a Britney Spears pela maioria das vezes (não todas as vezes) em que praticou bullying, fazendo comentários cruéis sobre a cantora.

O mea culpa foi arrancado pela repercussão do documentário “Framing Britney Spears”, produzido pelo jornal The New York Times e exibido pelo canal pago FX e a plataforma Hulu. Hilton fez parte do cerco à Britney citado no filme, responsável por submeter a artista a piadas agressivas e tratamento desumano durante sua crise pessoal, ao perder a guarda dos filhos.

“Lamento muito ou a maior parte do que disse sobre Britney. Felizmente, muitos de nós ficamos mais velhos e mais sábios”, ele disse, antes de defender Diane Sawyer, que aparece no filme fazendo uma entrevista completamente inapropriada com a cantora, pressionando-a sobre o fim de seu relacionamento com Justin Timberlake e sua imagem sexy.

“Alguém que foi falado neste documentário muito brevemente foi Diane Sawyer, jornalista respeitada, uma boa mulher, mas muitas pessoas estão pintando-a como uma vilã”, disse, antes de destacar que “há outras questões” que envolvem Britney, como “questões de saúde mental”. A entrevista citada foi antes de qualquer colapso nervoso da cantora e demonstrou como o machismo da mídia cercou Britney desde o começo de sua carreira.

Hilton, que tentou encerrar a carreira de Britney na época, agora é alvo de campanha de cancelamento dos fãs da cantora. Muitos ficaram comovidos pelo documentário e foram às redes sociais para detonar o blogueiro pela cobertura do incidente de Britney Spears com paparazzis em 2007, em que o colunista chamou a cantora de “mãe inadequada”. Além disso, após a morte do ator Heath Ledger, o blogueiro exibiu mensagens que questionavam o porquê de Britney não ter morrido no lugar do intérprete do Coringa em “Cavavaleiro das Trevas”.

Comentários pesados que mereciam um pedido de desculpas menos genérico.

“Perez Hilton comentar agora sobre a situação de Britney é totalmente inapropriado, porque foi um dos líderes de torcida [anti-Britney]”, tuitou um usuário. “Eu sinto muito por ela ter que lidar com tanto ódio. Perez Hilton foi um dos piores!”, declarou outro. “Assim que libertarmos Britney, devemos prender Perez Hilton”, conclamou um terceiro.

O blogueiro também provocou os canceladores em seu canal no YouTube, ao se comparar com Justin Timberlake, que emitiu um pedido de desculpas oficial – perfeito demais para ter sido escrito por ele mesmo, segundo o ainda venenoso Hilton.

“Eu assino embaixo tudo o que ele escreveu. Muitos acham que eu não deveria falar sobre o que aconteceu com Britney Spears, Evan Rachel Wood ou quem quer seja por causa do meu passado. Mas eu genuinamente lamento aquilo, aprendi com aquilo e tento melhorar. E para as pessoas que não querem dar pra mim ou Justin Timberlake uma chance de fazer melhor… o que preferem? Tem gente malvada por aí que preferia ver Justin Timberlake sofrer, que tudo caísse em pedaços na vida dele, mas essa é um energia que deveria ser liberada?”, disse, antes de lançar uma teoria de que Britney pode ter tentado matar os próprios filhos…

Veja abaixo.