Bad Boys para Sempre estreia na liderança das bilheterias nos EUA

A estreia de “Bad Boys para Sempre” na América do Norte quebrou a maldição que no ano passado condenou ao fracasso as continuações de franquias antigas, como “O Exterminador do Futuro”, “Rambo” e “Homens de Preto”. De volta após 17 anos, a parceria entre Will Smith e Martin Lawrence superou as expectativas e liderou as bilheterias do fim de semana nos EUA e Canadá.

O terceiro “Bad Boys” faturou US$ 59 milhões entre quinta e domingo (18/1) e deve chegar aos US$ 68 milhões até segunda-feira, feriado nos EUA. O montante é muito maior que as estimativas do mercado – e da própria Sony Pictures – , que apontavam entre US$ 38 milhões e US$ 45 milhões. Mas o filme contou com impulso de críticas positivas (76% no Rotten Tomatoes) e um sólido boca-a-boca do público (nota A no CinemaScore).

Com o faturamento, “Bad Boys para Sempre” se tornou a segunda maior abertura de um lançamento de janeiro em todos os tempos na América do Norte, atrás apenas de “Sniper Americano” (US$ 107 milhões), e a melhor estreia da Sony para um filme com classificação “R” (para maiores nos EUA).

No mundo inteiro, a arrecadação somou US$ 106,7 milhões. Mas isto equivale apenas a um terço do mercado, já que o filme ainda não chegou em vários países. A estreia no Brasil vai acontecer no dia 30 de janeiro.

Este desempenho praticamente sacramentou a produção de um quarto filme da franquia.

Em compensação, a outra estreia do fim de semana, “Dolittle”, dificilmente terá sequência.

A aventura infantil com bichos falantes foi destruída pela crítica – apenas 19% de aprovação na média do Rotten Tomatoes. Ao todo, o faturamento foi de US$ 22,5 milhões na América do Norte. Neste caso, houve uma inversão de expectativas, já que existia uma projeção de US$ 30 milhões para sua abertura.

O mercado internacional reagiu um pouco melhor, elevando o total mundial a US$ 57,3 milhões.

Mesmo assim, a Universal terá um prejuízo colossal com a produção, que custou US$ 175 milhões – praticamente o dobro de “Bad Boys para Sempre” – , sem contar as despesas de P&A (publicidade e divulgação). Boa parte deste dinheiro deve ter ido para o salário de Robert Downey Jr., que tem o papel-título, em seu primeiro trabalho após concluir sua jornada na Marvel.

O Top 3 se completa com “1917”, que virou favorito ao Oscar 2020 após vencer o prêmio do Sindicato dos Produtores dos EUA no sábado (18/1). Líder no fim de semana passado, o filme de guerra de Sam Mendes soma US$ 76,7 milhões na América do Norte e US$ 143,5 milhões em todo o mundo. A estreia no Brasil está marcada para quinta-feira (23/1).

Confira abaixo os rendimentos dos 10 filmes mais vistos no fim de semana na América do Norte, e clique em seus títulos para ler mais sobre cada produção.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Bad Boys para Sempre
Fim de semana: US$ 59,1M
Total EUA e Canadá: US$ 59,1M
Total Mundo: US$ 106,7M

2. Dolittle
Fim de semana: US$ 22,5M
Total EUA e Canadá: US$ 22,5M
Total Mundo: US$ 57,3M

3. 1917
Fim de semana: US$ 22,1M
Total EUA e Canadá: US$ 76,7M
Total Mundo: US$ 143,5M

4. Jumanji: Próxima Fase
Fim de semana: US$ 9,5M
Total EUA e Canadá: US$ 270,4M
Total Mundo: US$ 711,7M

5. Star Wars: A Ascensão Skywalker
Fim de semana: US$ 8,3M
Total EUA e Canadá: US$ 492M
Total Mundo: US$ 1B

6. Luta por Justiça
Fim de semana: US$ 6M
Total EUA e Canadá: US$ 19,6M
Total Mundo: US$ 22,9M

7. Adoráveis Mulheres
Fim de semana: US$ 5,9M
Total EUA e Canadá: US$ 84,4M
Total Mundo: US$ 130,1M

8. Entre Facas e Segredos
Fim de semana: US$ 4,3M
Total EUA e Canadá: US$ 145,9M
Total Mundo: US$ US$ 277,9M

9. Like a Boss
Fim de semana: US$ 3,8M
Total EUA e Canadá: US$ 16,9M
Total Mundo: US$ 18,6M

10. Frozen 2
Fim de semana: US$ 3,7M
Total EUA e Canadá: US$ 464,8M
Total Mundo: US$ 1,4B