Dolittle: Novo filme de Robert Downey Jr é considerado pior que Cats

O novo filme de Robert Downey Jr., conhecido pelos fãs como o Homem de Ferro da Marvel, está sendo apontado pela crítica como uma verdadeira tragédia. Era para ser uma comédia.

“Dolittle” chegou nos cinemas americanos nesta sexta-feira (17/1) e atingiu apenas 18% de aprovação no site Rotten Tomatoes. A nota cai ainda mais entre os considerados críticos “top” (da imprensa e sites não-geeks): 10%.

No longa, Downey interpreta o personagem-título, um veterinário britânico que tem o dom de falar com animais. E os animais respondem, com as vozes de vários atores famosos de Hollywood.

“Um dos maiores fiascos cinematográficos que já vi em anos”, publicou o crítico da revista The Atlantic.

“Eu não esperava que ‘Dolittle’ fosse bom, mas não esperava que fosse tão ruim assim”, ponderou o crítico do site Vulture.

“’Dolittle’ é um desperdício patético de um elenco seriamente talentoso – e do tempo dos espectadores”, definiu o jornal Chicago Sun-Times.

“Um desperdício não só de tempo. Diante da quantidade de efeitos visuais, também de muito dinheiro”, acrescentou a rede CNN.

O veterano crítico Peter Travis, da Rolling Stone, considerou o filme “o momento mais baixo” da carreira de Downey. E ainda fez piada, dando a entender que “Cats” era uma obra-prima perto desse outro filme de bichos falantes. “Pode voltar, ‘Cats’, nós te perdoamos”, escreveu.

O filme tem direção e roteiro de Stephen Gagham, que até então nunca tinha feito um filme infantil. Ele é mais conhecido por épicos político-econômicos como o premiado “Syriana – A Indústria do Petróleo” (2005) e diversos fracassos, como o recente “Ouro” (2016). A estreia está marcada para 20 de fevereiro no Brasil.