Instagram/Klara Castanho

Klara Castanho revela volta ao trabalho com foto do roteiro de “De Volta aos 15”

A atriz Klara Castanho mostrou ter retomado a rotina de trabalho após a exposição de sua gravidez, fruto de estupro, e da doação do bebê para adoção. A atriz de 21 anos postou em seu Instagram uma imagem do roteiro da 2ª temporada de “De Volta aos 15”, da Netflix, onde ela interpreta a personagem Carol, prima da protagonista Anita (Maisa Silva/Camila Queiroz).

“Estudando”, escreveu ao lado da foto. O post rendeu comentários de Camila Queiroz, Carol Castro, Bruna Griphao e outros artistas, que demonstraram felicidade pela artista.

Além do drama adolescente, Klara também poderá ser vista em breve na 2ª temporada de “Bom Dia, Verônica”. Mas ela gravou estre trabalho antes de ter que enfrentar a polêmica trazida às redes sociais por uma YouTuber bolsonarista e fofoqueiros profissionais.

Quando gravou a série, no início de setembro do ano passado, a atriz ainda não tinha sido vítima do crime que tornou público em 25 de junho.

Na verdade, todo o turbilhão começou em 24 de maio, quando Matheus Baldi escreveu em suas redes sociais que Klara tinha dado à luz uma criança. A pedido da própria atriz, esse post foi apagado. Mas aí Leo Dias revelou saber de uma informação “inacreditável” sobre uma atriz, ao participar do programa “The Noite” de 16 de junho. Ele afirmou que a “conta” dela iria chegar, pois o caso “envolve vidas” e “carma”, e teria sido maldade. Pegando carona no tema, Antonia Fontenelle resolver dar mais detalhes no dia 25 de junho, revelando que “uma atriz global de 21 anos teria engravidado e doado a criança para adoção”.

Em seguida, Fontenelle passou a fazer acusações e ataques. “Ela não quis olhar para o rosto da criança”, afirmou a apresentadora, que classificou a história como “monstruosa” e crime. “Parir uma criança e não querer ver e mandar desovar para o acaso é crime, sim, só acha bonitinho essa história de adoção quem nunca foi em um abrigo, ademais quando se trata de uma criança negra. O nome disso é abandono de incapaz”, declarou.

O público não teve dificuldades em relacionar a história à Klara, após o post de Baldi, e passaram a bombardear as redes sociais da jovem com comentários grosseiros, maldosos e agressivos.

Por isso, ela resolveu vir a público revelar que foi estuprada, que descobriu a gestação na reta final e que cumpriu todos os trâmites legais para entregar a criança à adoção.

“Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo. Sempre mantive a minha vida afetiva privada, assim, expô-la dessa maneira é algo que me apavora e remexe dores profundas e recentes. No entanto, não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e de um trauma que sofri. Fui estuprada”, ela contou.

“Eu ainda estava tentando juntar os cacos quando tive que lidar com a informação de ter um bebê. Um bebê fruto de uma violência que me destruiu como mulher. Entre o momento que eu soube da gravidez e o parto se passaram poucos dias. Era demais para processar, para aceitar e tomei a atitude que considero mais humana”, continuou, num longo desabafo em que contou detalhes do que sofreu.

A carta aberta gerou virou um dos assuntos mais comentados das redes sociais, a ponto do nome da atriz ocupar um posto nos 10 assuntos mais comentados nas redes sociais por dias seguidos. E também gerou solidariedade irrestrita de colegas e fãs.

Antes de contar que voltou a “estudar”, Klara só tinha voltado às redes para agradecer ao apoio. “Os últimos dias não foram fáceis, mas eu queria vir aqui para agradecer por cada palavra de amor, de afeto e de acolhimento que eu recebi e venho recebendo. Todo esse carinho tem sido muito importante para mim e eu precisava dividir a minha gratidão com vocês. Obrigada do fundo do meu coração”, declarou.

Após o escândalo, Leo Dias fez uma postagem com mais detalhes, inclusive com informações proibidas de serem compartilhadas por lei. Sua editora no portal Metrópolis derrubou a coluna e ele veio à público pedir desculpas. Nada mais lhe aconteceu. Matheus Baldi foi dispensado do programa “Fofocalizando”. E Antonia Fontenelle, que reforçou ataques contra Klara, está sendo processada pela atriz por danos morais.