Halloween massacra concorrência com recordes de bilheteria na América do Norte



O novo “Halloween” massacrou a concorrência nos cinemas dos Estados Unidos e Canadá, com uma arrecadação de US$ 77,5 milhões em seus três primeiros dias de exibição. O valor faz até sangrar alguns recordes.

Para começar, trata-se da maior estreia dos 40 anos da franquia. Também é a maior arrecadação de abertura de uma produção da Blumhouse Pictures, estúdio especializado em terror que lançou, entre outros sucessos, “Atividade Paranormal”, “Fragmentado” e “Corra!”.

A bilheteria ainda representa a maior abertura de um filme estrelado pela atriz Jamie Lee Curtis, melhor estreia de um terror estrelado por qualquer mulher e o melhor lançamento de um filme de qualquer gênero protagonizado por uma mulher com mais de 50 anos de idade.

Tem mais: é a segunda maior estreia já registrada no mês de outubro na América do Norte – atrás apenas dos US$ 80 milhões de “Venom”, lançado há três semanas. Mais impressionante que isso: é a segunda maior abertura de terror de todos os tempos – perde só para os US$ 123,4 milhões de “It: A Coisa”.

O desempenho internacional não foi tão voraz – US$ 14,3 milhões em 23 países – , levando a bilheteria total do filme a US$ 91,8 milhões. Mas os principais mercados ainda não começaram sua exibição. No Brasil, a estreia está marcada para a próxima quinta (26/7), a poucos dias da data em que se comemora o Halloween.

Vale observar que o novo “Halloween” foi produzido por apenas US$ 10 milhões, menos do que deve ter sido investido em publicidade para sua divulgação.

Isto significa que, três dias após entrar em cartaz, o filme já está dando lucro. E a fortuna só tende a aumentar. O que deve manter o psicopata Michael Myers à solta para mais sequências, além de voltar a chamar atenção para projetos similares que estão no limbo, como o revival de “Sexta-Feira 13”.

Entre os diversos detalhes da produção, um fato específico merece ser louvado nesse sucesso: o envolvimento do criador do filme original, o cineasta e músico John Carpenter, que não foi só um nome listado no projeto, mas compositor da trilha sonora da nova continuação. Dirigido por David Gordon Green, o novo “Halloween” é uma sequência direta do filme clássico comandado por Carpenter em 1978, e ignora todos os longas intermediários.

A crítica norte-americana também respondeu positivamente, rendendo 80% de aprovação ao filme na média apurada pelo site Rotten Tomatoes.

A popularidade de “Halloween” desalojou “Venom” do 1º lugar, fazendo-o cair duas posições. Mas o êxito de “Venom” já está consolidado, graças ao mercado internacional, que o filme da Sony segue liderando. A adaptação dos quadrinhos já soma US$ 461,8 milhões em todo o mundo.

Em meio a esta disputa de facadas e dentadas, “Nasce uma Estrela” permaneceu imperturbável em seu 2º lugar. O musical estrelado por Lady Gaga também atingiu sucesso mundial, tendo cruzado a marca de US$ 200 milhões neste fim de semana.



Confira abaixo os rendimentos dos 10 filmes mais vistos no final de semana nos Estados Unidos e no Canadá, e clique em seus títulos para ler mais sobre cada produção.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Halloween
Fim de semana: US$ 77,5m
Total EUA e Canadá: 77,5m
Total Mundo: US$ 91,8m

2. Nasce uma Estrela
Fim de semana: US$ 19,3m
Total EUA e Canadá: US$ 126,3m
Total Mundo: US$ 201m

3. Venom
Fim de semana: US$ 18,1m
Total EUA e Canadá: US$ 171,1m
Total Mundo: US$ 461,8m

4. Goosebumps 2 – Halloween Assombrado
Fim de semana: US$ 9,7m
Total EUA e Canadá: US$ 28,8m
Total Mundo: US$ 39,9m

5. O Primeiro Homem
Fim de semana: US$ 8,5m
Total EUA e Canadá: US$ 29,9m
Total Mundo: US$ 55,4m

6. O Ódio que Você Semeia
Fim de semana: US$ 7,5m
Total EUA e Canadá: US$ 10,6m
Total Mundo: US$ 10,6m

7. PéPequeno
Fim de semana: US$ 6,6m
Total EUA e Canadá: US$ 66,3m
Total Mundo: US$ 137,1m

8. Operação Supletivo – Agora Vai!
Fim de semana: US$ 5m
Total EUA e Canadá: US$ 66,9m
Total Mundo: US$ 84,48m

9. Maus Momentos no Hotel Royale
Fim de semana: US$ 3,3m
Total EUA e Canadá: US$ 13,3m
Total Mundo: US$ 21,4m

10. The Old Man and the Gun
Fim de semana: US$ 2m
Total EUA e Canadá: US$ 4,2m
Total Mundo: US$ 4,2m



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings