Bilheterias: Podres de Ricos vira comédia romântica de maior sucesso dos últimos seis anos nos EUA



A comédia romântica “Podres de Ricos” manteve a liderança das bilheterias norte-americanas pelo terceiro fim de semana consecutivo, mantendo um fôlego que chama atenção de Hollywood.

O mais impressionante é a pequena variação de arrecadação entre estas três semanas. Depois de registrar a melhor abertura dos últimos três anos para um filme do gênero, o longa dirigido por Jon M. Chu (“Truque de Mestre: 2º Ato”) perdeu apenas 6% na segunda contagem e menos 11% neste fim de semana. Com isso, chegou a US$ 110 milhões nos Estados Unidos e no Canadá, o que já representa a maior bilheteria doméstica de uma comédia romântica desde “O Lado Bom da Vida” (US$ 132 milhões), em 2012.

Adaptação de best-seller popular, o filme se diferencia de uma telenovela engraçadinha de milionários simpáticos e lindos por ter um elenco composto exclusivamente por atores de descendência asiática. As análises de perfil de seu público revelam que a comunidade asiática é responsável pela maior parte de sua bilheteria, com milhares de pessoas assistindo ao longa mais de uma vez nos últimos dias. Uma comparação, em termos de nicho de mercado, tem sido feita com “Pantera Negra”, que mobilizou afro-americanos em todos os Estados Unidos.

Graças a seu sucesso, o filme já ganhou encomenda de continuação. Mas o público brasileiro só vai poder conferir do que se trata depois do resto do mundo. O país será o último mercado a ver “Podres de Ricos”, em 25 de outubro.

As bilheterias animam brindes em dose dupla da Warner, que celebra dobradinha da sua comédia com “Megatubarão” no 2º lugar. A tragédia do fundo do mar atingiu US$ 120 milhões no mercado doméstico e US$ 462,8 milhões em todo o mundo – praticamente cobrindo o orçamento da produção.

“Missão: Impossível – Efeito Fallout” aparece em 3º lugar, superando os US$ 200 milhões domésticos. Apesar disso, a atenção da Paramount estava em outro lugar no fim de semana. O thriller de espionagem finalmente abriu na China, onde faturou US 77 milhões, a maior estreia da franquia no país, elevando o montante mundial da produção para US$ 647 milhões.

O 4º lugar registrou a estreia menos pior dos Estados Unidos. Thriller de época estrelado por Oscar Isaac (“Star Wars: Os Últimos Jedi”) sobre a caça a Adolf Eichmann, um dos principais criminosos nazistas foragidos após o fim da 2ª Guerra Mundial, “Operation Finale” fez só US$ 6 milhões e foi destruído pela crítica – 41% de aprovação no Rotten Tomatoes. Não tem previsão de estreia no Brasil

“Searching…” completa o Top 5 com US$ 5,7 milhões. O suspense estrelado por John Cho (“Star Trek: Sem Fronteiras”) foi lançado na semana passada em circuito limitado e ampliou sua distribuição após atingir 91% de críticas positivas. Mesmo assim, continua em menos cinemas que todos os demais filmes do Top 10. O lançamento nacional vai acontecer em 20 de setembro.

A última estreia ampla da semana, “Kin”, abriu apenas em 12º, com US$ 3 milhões e péssima avaliação: 31% no Rotten Tomatoes.

Confira abaixo os rendimentos dos 10 filmes mais vistos no final de semana nos Estados Unidos e no Canadá, e clique em seus títulos para ler mais sobre cada produção.



BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Podres de Ricos
Fim de semana: US$ 22,2m
Total EUA e Canadá: 110,9m
Total Mundo: US$ 130,8m

2. Megatubarão
Fim de semana: US$ 10,5m
Total EUA e Canadá: US$ 120,5m
Total Mundo: US$ 462,8m

3. Missão: Impossível – Efeito Fallout
Fim de semana: US$ 7m
Total EUA e Canadá: US$ 204,3m
Total Mundo: US$ 647m

4. Operation Finale
Fim de semana: US$ 6m
Total EUA e Canadá: US$ 7,7m
Total Mundo: US$ 7,7m

5. Buscando…
Fim de semana: US$ 5,7m
Total EUA e Canadá: US$ 6,2m
Total Mundo: US$ 12,7m

6. Christopher Robin
Fim de semana: US$ 5m
Total EUA e Canadá: US$ 85,4m
Total Mundo: US$ 131,3m

7. Alfa
Fim de semana: US$ 4,4m
Total EUA e Canadá: US$ 27,3m
Total Mundo: US$ 45,6m

8. Crimes em Happytime
Fim de semana: US$ 4,4m
Total EUA e Canadá: US$ 17m
Total Mundo: US$ 17m

9. Infiltrado na Klan
Fim de semana: US$ 4,1m
Total EUA e Canadá: US$ 38,3m
Total Mundo: US$ 55,8m

10. 22 Milhas
Fim de semana: US$ 3,5m
Total EUA e Canadá: US$ 31,7m
Total Mundo: US$ 38m



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings