Ator mirim que teria sido abusado por Asia Argento se manifesta pela primeira vez após o escândalo

O ator Jimmy Bennett, que alega ter sido abusado sexualmente por Asia Argento quando tinha 17 anos, pronunciou-se pela primeira vez após a revelação do escândalo no domingo (19/8) pelo jornal The New York Times. Num comunicado enviado para imprensa americana, ele contou a sua versão sobre o que aconteceu em um hotel em Marina Del Rey (Califórnia), em maio de 2013.

“Eu não falei inicialmente sobre minha história porque preferi resolver o assunto de forma privada com a pessoa que me violentou”, ele afirmou. “Meu trauma voltou quando ela apareceu como vítima. Eu não fiz uma declaração pública nos últimos dias porque estava envergonhado e com medo de fazer parte de uma narrativa pública”, completou Bennet, que hoje tem 22 anos.

Segundo o jornal The New York Times, ele procurou Argento em busca de dinheiro para não revelar o acontecido, e ela teria lhe pago secretamente para não ser acusada. Nove anos antes do sexo, ele tinha vivido o filho da atriz no segundo longa que ela dirigiu, “Maldito Coração” (de 2004).

“Eu era menor de idade quando o caso aconteceu”, escreveu Jimmy. “E eu tentei buscar a justiça de uma forma que fizesse sentido na época, porque eu não estava pronto para lidar com ramificações desta história em ambiente público. Na época, ainda havia um estigma em nossa sociedade sobre o tema, e não pensei que as pessoas entenderiam o que aconteceu pelos olhos de um adolescente”.

“Eu tive que lidar com muitas adversidades em minha vida, e esta é outra que vou ter que lidar, ao seu tempo. Eu gostaria de esquecer este evento em minha vida, e hoje escolhi seguir em frente, não mais em silêncio”, completou.

Asia Argento chegou a negar, por meio de seu próprio comunicado, que tivesse se relacionado sexualmente com o adolescente. Mas o site TMZ revelou uma foto em que os dois aparecem deitados juntos, sem camisas, em uma cama. Ele não se mostra traumatizado na imagem, mas documentos escritos por seu advogado e obtidos pelo Times afirmam que a atriz o teria embebedado.

Pelas leis da Califórnia, onde o encontro aconteceu em 2013, relação sexual entre adulto e menor de 18 anos é considerada crime.

Bennet teria contatado Asia em busca de dinheiro em abril, ameaçando tomar medidas legais contra ela a partir de alegações de abuso sexual. Na declaração da atriz, o ator “inesperadamente exigiu uma quantia exorbitante de dinheiro”, após ela ganhar projeção como uma das principais acusadoras do megaprodutor Harvey Weinstein.

Uma das primeiras a denunciar Weinstein por estupro, Asia Argento se tornou porta-voz importante do #MeToo e a acusação afetaria sua reputação. Não só isso. “Ele sabia que meu namorado, Anthony Bourdain, era tido como um homem muito rico e tinha uma reputação a proteger, como uma figura muito amada pelo público”, ela afirmou.

O chef e apresentador, então, teria insistido para que o assunto fosse tratado “em particular”. “Anthony tinha medo da possível repercussão negativa que tal pessoa, que ele considerava perigosa, poderia trazer sobre nós”, escreveu a atriz. Os dois teriam decidido então pagar o rapaz. “Anthony se encarregou pessoalmente de ajudar Bennet financeiramente, sob a condição de que não teríamos mais intrusões em nossas vidas”.

A história se completa com as mensagens de texto reveladas pelo TMZ, junto da foto íntima vazada, que oferece uma narrativa bem diferente da história.

A atriz diz em uma das mensagens: “Não fui estuprada, mas fiquei congelada. Ele estava em cima de mim. Depois, me disse que eu era sua fantasia sexual desde que ele tinha 12 anos”. Ela ainda acrescentou: “Ele me escreveu depois e ficou me mandando nudes que eu não tinha pedido, todos esses anos, antes da carta ao advogado.”

Em outra mensagem, ela diz: “Eu fiz sexo com ele e foi estranho. Eu não sabia que ele era menor até chegar a carta”. Sobre as fotos, disse não ter grandes preocupações. “Dá para ver meus seios. Isso é tudo. Não significa nada.” Asia ainda relembrou que tinha 17 anos se relacionava com um homem de 33.

Asia afirma que foi extorquida por Bennett e explicou por que não o denunciou: “Eu não reportei porque sempre me senti mal por esse ator-criança fracassado de Hollywood. Tenho 80 páginas sobre ele de um investigador que Anthony [Bourdain] contratou. E todos os e-mails do Anthony me pressionando a aceitar o pagamento.”

Famoso chef e apresentador de TV, Anthony Bourdain se suicidou no último dia 8 de junho, aos 61 anos, e na época Asia Argento foi alvo de bullying nas redes sociais, por ser considerada culpada por esse desfecho trágico.

A polícia de Los Angeles ainda coleta informações para concluir se abrirá uma investigação oficial sobre o caso.

Mais pipoca