Asia Argento rechaça acusações de abuso sexual de menor



A atriz Asia Argento negou que tenha mantido relações sexuais com o ator Jimmy Bennett quando ele ainda era menor de idade. Num longo comunicado à imprensa, ela acusou o jovem de tentar extorqui-la e afirmou que a ideia de fazer um acordo financeiro foi de seu então namorado, o falecido apresentador e chef Anthony Bourdain.

“Eu nego e rechaço o conteúdo do artigo publicado no ‘New York Times’ que circula em vários veículos internacionais”, afirmou a atriz de 42 anos. “Jamais mantive relações sexuais com Bennett”, completou.

No último domingo, o jornal The New York Times publicou que Asia Argento fez um acordo de US$ 380 mil com o ator e músico Jimmy Bennet, após ele alegar ter sido abusado sexualmente pela atriz em 2013, em um hotel na Califórnia. Segundo os documentados obtidos pelo jornal, os advogados de Bennett pediram indenização contra uma “agressão sexual” traumática para seu cliente. O ator tinha 17 anos no momento do suposto incidente e teria sido embebedado por Argento, que depois o levou para um quarto para fazer sexo oral. Nove anos antes, ele tinha vivido o filho da atriz no segundo longa que ela dirigiu, “Maldito Coração” (de 2004).

Uma das primeiras a denunciar Harvey Weinstein por estupro, Asia Argento se tornou porta-voz importante do #MeToo, mas nos últimos dias se viu alvo do próprio movimento, assim que a reportagem começou a repercutir. “Violência sexual é sobre poder e privilégio. Isso não muda quando a criminosa em questão é sua atriz, ativista ou professora favorita”, disse Tarana Burke, que criou a hashtag #MeToo.

Em seu comunicado, Argento disse que permaneceu em contato com Bennet “por vários anos, somente por amizade”. Segundo a atriz, a amizade chegou ao fim quando o ator “inesperadamente exigiu uma quantia exorbitante de dinheiro”, após ela ganhar projeção como uma das principais acusadoras do megaprodutor Harvey Weinstein. Na época, afirma ela, Bennet enfrentava “severos problemas financeiros” e havia processado a própria família, pedindo uma indenização milionária.



Argento ainda citou a reputação de Bourdain como um dos fatores que teria atraído Bennet: “Ele sabia que meu namorado, Anthony Bourdain, era tido como um homem muito rico e tinha uma reputação a proteger, como uma figura muito amada pelo público”.

O chef e apresentador, então, teria insistido para que o assunto fosse tratado “em particular”. “Anthony tinha medo da possível repercussão negativa que tal pessoa, que ele considerava perigosa, poderia trazer sobre nós”, escreveu a atriz. Os dois teriam decidido então pagar o rapaz. “Anthony se encarregou pessoalmente de ajudar Bennet financeiramente, sob a condição de que não teríamos mais intrusões em nossas vidas”.

Ela encerrou sua declaração chamado as alegações de abuso de “falsas” e disse que tomará medidas contra a reportagem.

“Este é mais um desenvolvimento de eventos que me traz profunda tristeza e que constitui uma longa perseguição”, concluiu ela no texto. “Não tenho outra opção a não ser me opor a tais acusações falsas e tomar todas as medidas necessárias antes de recorrer a outras instâncias.”



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings