Foto íntima e mensagens de texto comprovam sexo entre Asia Argento e ator menor de idade



O site TMZ divulgou fotos e mensagens de texto que confirmam que a atriz Asia Argento teve uma relação sexual com o ator Jimmy Bennett, na época em que ele tinha 17 anos. As imagens dos dois felizes na cama demonstra que foi consensual. Já as mensagens de texto trazem a atriz afirmando que não sabia que ele era menor. Veja abaixo.

As provas obtidas pelo site desmentem comunicado de Argento emitido na terça (21/8), em que ela rechaçou notícias de que tinha tido relação sexual com o jovem. “Eu nego e rechaço o conteúdo do artigo publicado no ‘New York Times’ que circula em vários veículos internacionais”, afirmou a atriz de 42 anos. “Jamais mantive relações sexuais com Bennett”, completou.

O envolvimento dos dois veio à tona no domingo, por meio de uma reportagem do jornal The New York Times, que revelou pagamento da atriz para que Bennett não divulgasse fotos íntimas comprometedoras, nem a acusasse de abuso sexual de menor.

Nas leis da Califórnia, onde se encontraram em 2013, é considerado crime um adulto ter uma relação sexual com uma pessoa menor de 18 anos.

Segundo os documentados obtidos pelo jornal, os advogados de Bennett pediram indenização contra uma “agressão sexual” traumática para seu cliente. O ator tinha 17 anos no momento do suposto incidente e teria sido embebedado por Argento, que depois o levou para um quarto para fazer sexo oral. Nove anos antes, ele tinha vivido o filho da atriz no segundo longa que ela dirigiu, “Maldito Coração” (de 2004).

Uma das primeiras a denunciar Harvey Weinstein por estupro, Asia Argento se tornou porta-voz importante do #MeToo, mas nos últimos dias se viu alvo do próprio movimento, assim que a reportagem começou a repercutir. “Violência sexual é sobre poder e privilégio. Isso não muda quando a criminosa em questão é sua atriz, ativista ou professora favorita”, disse Tarana Burke, que criou a hashtag #MeToo.

Já o advogado de Weinstein a chamou de “hipócrita” por denunciar algo que ela mesmo teria feito.

Em seu comunicado, Argento disse que permaneceu em contato com Bennet “por vários anos, somente por amizade”. Segundo a atriz, a amizade chegou ao fim quando o ator “inesperadamente exigiu uma quantia exorbitante de dinheiro”, após ela ganhar projeção como uma das principais acusadoras do megaprodutor Harvey Weinstein. Na época, afirma ela, Bennet enfrentava “severos problemas financeiros” e havia processado a própria família, pedindo uma indenização milionária.

Argento ainda citou a reputação de Bourdain como um dos fatores que teria atraído Bennet: “Ele sabia que meu namorado, Anthony Bourdain, era tido como um homem muito rico e tinha uma reputação a proteger, como uma figura muito amada pelo público”.

O chef e apresentador, então, teria insistido para que o assunto fosse tratado “em particular”. “Anthony tinha medo da possível repercussão negativa que tal pessoa, que ele considerava perigosa, poderia trazer sobre nós”, escreveu a atriz. Os dois teriam decidido então pagar o rapaz. “Anthony se encarregou pessoalmente de ajudar Bennet financeiramente, sob a condição de que não teríamos mais intrusões em nossas vidas”.


Entretanto, as mensagens de texto de Asia, cujos prints foram revelados ao TMZ, indicam que houve sim relação sexual, ao mesmo tempo que parecem comprovar que ela estava sendo extorquida por Bennett.

A atriz diz em uma das mensagens: “Não fui estuprada, mas fiquei congelada. Ele estava em cima de mim. Depois, me disse que eu era sua fantasia sexual desde que ele tinha 12 anos”. Ela ainda acrescentou: “Ele me escreveu depois e ficou me mandando nudes que eu não tinha pedido todos esses anos, antes da carta ao advogado.”

Em outra mensagem, ela diz: “Eu tive sexo com ele e foi estranho. Eu não sabia que ele era menor até chegar a carta”. Sobre as fotos, não há grandes preocupações. “Dá para ver meus seios. Isso é tudo. Não significa nada.”

Asia ainda relembrou à amiga de quando tinha 17 anos e se relacionava com um homem de 33. E disse que quer “sumir do mapa” se for demitida de seus trabalhos.

“Se perder meu trabalho, eu vou mudar para a África ou para a floresta Amazônica. Quero ser como 90% do mundo, que não liga para essa merda. Etiópia ou Senegal. Talvez Brasil”, afirmou ela.

Asia diz que foi extorquida por Bennett e explicou por que não o denunciou: “Eu não reportei porque sempre me senti mal por esse ator criança fracassado de Hollywood. Tenho 80 páginas sobre ele de um investigador que Anthony [Bourdain] contratou. E todos os e-mails do Anthony me pressionando a aceitar o pagamento.”

Procurada pelo TMZ, representantes da atriz não se pronunciaram.

Famoso chef e apresentador de TV, Anthony Bourdain se suicidou no último dia 8 de junho, aos 61 anos, e na época Asia Argento foi alvo de bullying nas redes sociais, por ser considerada culpada por esse desfecho trágico.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings