Divulgação/Television Academy

Emmy 2017 reflete avanço do streaming, diversidade e renovação entre as séries

A Academia de Televisão dos Estados Unidos realiza neste domingo (17/9) a 69ª edição de sua premiação, os Emmy Awards. E a ausência de “Game of Thrones”, recordista do troféu, que este ano só foi ao ar após a divulgação dos indicados, além do fim das premiadas “Downton Abbey” e “Mad Men”, abriu espaço para uma grande renovação na disputa.

A principal novidade foi o destaque obtido pela sci-fi “The Handmaid’s Tale”, primeira produção do serviço de streaming Hulu a obter indicação ao Emmy de Melhor Série de Drama. Também chamou atenção a evidência conseguida por “This Is Us”, num feito raro nesses dias de TV em toda parte. Produção de rede comercial aberta, o drama geracional provou ter qualidade suficiente para disputar o troféu com as atrações premium dos serviços por assinatura.

Mas a Netflix conseguiu se destacar com um feito ainda mais significativo, ao emplacar três produções na prestigiosa disputa de Drama: “The Crown”, “Stranger Things” e “House of Cards”.

Ainda mais interessante é que, dentre as sete séries dramáticas indicadas, a maioria (quatro) são produções exibidas por streaming e não por transmissão televisiva. Ou seja, o paradigma mudou.

A decepção fica por conta da Amazon, que não conseguiu ampliar muito sua presença além de “Transparent”, sua realização mais premiada.

De forma significativa, a categoria das Melhores Séries de Drama abriga cinco produções estreantes: “This Is Us”, “The Handmaid’s Tale”, “Westworld”, “The Crown” e “Stranger Things”, que competem com as veteranas “Better Call Saul” e “House of Cards”. A quantidade de títulos de ficção científica é outro dado ilustrativo dos novos tempos.

Em compensação, entre as comédias a única novidade é “Atlanta”, que, por sinal, é favorita na disputa com “Black-ish”, “Master of None”, “Silicon Valley”, “Unbreakable Kimmy Schmidt”, “Veep” e a perene “Modern Family”. Outro detalhe desta lista é que, entre as cinco séries, três têm protagonistas negros e pardos.

Esta diversidade também está presente nas categorias de interpretação, com recorde de representatividade afro-americana. Ao todo, 27 artistas não brancos vão disputar troféus neste ano, superando os 21 do ano passado. E o número chega a 30, quando se incluem os apresentadores de reality shows.

A abundância pode ser atribuída ao aumento das produções voltadas para nichos específicos, que ganharam impulso com o streaming e a TV paga. Entretanto, foi uma série da TV aberta que rendeu o maior número de atores negros indicados. “This Is Us” trouxe indicações para Sterling K. Brown (Melhor Ator em Série de Drama), Ron Cephas Jones (Coadjuvante) e Brian Tyree Henry (Ator Convidado).

A estrela mais famosa na disputa é Viola Davis (“How to Get Away with Murder”), que há dois anos se tornou a primeira negra a vencer como Melhor Atriz de Drama, categoria em que volta a concorrer. No início deste ano, ela também conquistou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Fences” (o filme lançado no Brasil como “Um Limite Entre Nós”).

Apesar da grande representatividade de artistas negros, a diversidade não é tão ampla assim, com apenas dois indianos/paquistaneses (Ansari e Riz Ahmed), um latino (Lin-Manuel Miranda, que disputava um Emmy preliminar) e um asiático (BD Wong, igualmente derrotado na disputa preliminar) na relação de minorias não brancas.

A premiação também destaca telefilmes, e a lista deste ano causou sobressaltos ao incluir episódios de duas séries: “Black Mirror” e “Sherlock”. Esta anomalia reflete a grande qualidade das séries e a safra fraca dos filmes feitos para TV, da qual só se destaca realmente “The Wizard of Lies”, da HBO.

Entre as minisséries e séries limitadas (leia-se de antologia), apenas “Fargo” é veterana, abrindo espaço para mais uma antologia de Ryan Murphy, “Feud”, duas novidades bem distintas da HBO, “The Night Of” e “Big Little Lies”, e a surpresa de “Genius”, do estranho no ninho National Geographic.

Em contraste com tantas novidades, a atração que obteve maior quantidade de indicações está no ar há mais de 40 anos: o humorístico “Saturday Night Life”. Contando prêmios técnicos, a produção veterana recebeu 22 indicações – mesmo número de “Westworld”, principal herdeiro de “Game of Thrones” nas categorias técnicas (efeitos).

A premiação técnica, por sinal, já aconteceu. Considerado um evento preliminar e batizado de Emmy das Artes Criativas, os troféus de editores, cinematógrafos, figurinistas, maquiadores, compositores e técnicos em geral foi entregue no fim de semana passado e rendeu empate entre “Westworld” e “Strange Things”. Ambas as séries saíram com cinco Emmys cada.

A cerimônia antecipada também premia atores convidados (que não fazem parte do elenco fixo central), e rendeu os primeiros troféus de interpretação de “Handmaid’s Tale” e “This Is Us”, vencidos, respectivamente, por Alexis Bledel e Gerald McRaney, além de perpetuar o domínio de “Saturday Night Life” nas categorias de convidados de comédia. Confira a lista completa dos Emmys preliminares aqui.

Com apresentação de Stephen Colbert, a cerimônia principal do Emmy 2017 será realizada no Microsoft Theater, em Los Angeles, e exibida ao vivo pelo canal pago TNT. Saiba mais sobre a transmissão aqui e veja abaixo a lista completa dos indicados.

Indicados ao Emmy 2017

Melhor Série de Drama
“Better Call Saul”
“The Crown”
“The Handmaid’s Tale”
“Stranger Things”
“This Is Us”
“Westworld”
“House of Cards”

Melhor Série de Comédia
“Atlanta”
“Black-ish”
“Master of None”
“Modern Family”
“Silicon Valley”
“Unbreakable Kimmy Schmidt”
“Veep”

Melhor Minissérie ou Série Limitada
“Big Little Lies”
“Fargo”
“Feud”
“Genius”
“The Night Of”

Melhor Telefilme
“The Wizard of Lies”
“Black Mirror: San Junipero”
“Dolly Parton’s Christmas of Many Colors: Circle of Love”
“The Immortal Life of Henrietta Lacks”
“Sherlock: The Lying Detective”

Melhor Atriz em Série de Drama
Viola Davis (“How to Get Away with Murder”)
Claire Foy (“The Crown”)
Elisabeth Moss (“The Handmaid’s Tale”)
Keri Russell (“The Americans”)
Evan Rachel Wood (“Westworld”)
Robin Wright (“House of Cards”)

Melhor Ator em Série de Drama
Sterling K. Brown (“This Is Us”)
Anthony Hopkins (“Westworld”)
Matthew Rhys (“The Americans”)
Liev Schreiber (“Ray Donovan”)
Kevin Spacey (“House of Cards”)
Milo Ventimiglia (“This Is Us”)

Melhor Atriz em Série de Comédia
Pamela Adlon (“Better Things”)
Jane Fonda (“Grace and Frankie”)
Alison Janney (“Mom”)
Ellie Kemper (“Unbreakable Kimmy Schmidt”)
Julia Louis Dreyfuss (“Veep”)
Tracee Elliss Ross (“Black-ish”)
Lily Tomlin (“Grace and Frankie”)

Melhor Ator em Série de Comédia
Anthony Anderson (“Black-ish”)
Aziz Ansari (“Master Of None”)
Zach Galifianakis (“Baskets”)
Donald Glover (“Atlanta”)
William H. Macy (“Shameless”)
Jeffrey Tambor (“Transparent”)

Melhor Atriz em Minissérie, Série Limitada ou Telefilme
Carrie Coon (“Fargo”)
Felicity Huffman (“American Crime”)
Nicole Kidman (“Big Little Lies”)
Jessica Lange (“FEUD: Bette and Joan”)
Susan Sarandon (“FEUD: Bette and Joan”)
Reese Witherspoon (“Big Little Lies”)

Melhor Ator em Minissérie, Série Limitada ou Telefilme
Riz Ahmed (“The Night Of”)
Benedict Cumberbatch (“Sherlock – The Lying Detective”)
Robert De Niro (“The Wizard of Lies”)
Ewan McGregor (“Fargo”)
Geoffrey Rush (“Genius”)
John Turturro (“The Night of”)

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama
Ann Dowd (“The Handmaid’s Tale”)
Samira Wiley (“The Handmaid’s Tale”)
Uzo Aduba (“Orange Is the New Black”)
Millie Bobby Brown (“Stranger Things”)
Chrissy Metz (“This Is Us”)
Thandie Newton (“Westworld”)

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Drama
John Lithgow (“The Crown”)
Jonathan Banks (“Better Call Saul”)
Mandy Patinkin (“Homeland”)
Michael Kelly (“House of Cards”)
David Harbour (“Stranger Things”)
Ron Cephas Jones (This Is Us)
Jeffrey Wright (Westworld)

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia
Kate McKinnon (“Saturday Night Live”)
Vanessa Beyer (“Saturday Night Live”)
Leslie Jones (“Saturday Night Live”)
Anna Chlumsky (“Veep”)
Judith Light (“Transparent”)
Kathryn Hahn (“Transparent”)

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia
Alec Baldwin (“Saturday Night Live”)
Louie Anderson (“Baskets”)
Ty Burrell (“Modern Family”)
Tituss Burgess (“Unbreakable Kimmy Schmidt”)
Tony Hale (“Veep”)
Matt Walsh (“Veep”)

Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie, Série Limitada ou Telefilme
Regina King (“American Crime”)
Shailene Woodley (“Big Little Lies”)
Laura Dern (“Big Little Lies”)
Judy Davis (“Feud”)
Jackie Hoffman (“Feud”)
Michelle Pfeiffer (“The Wizard of Lies”)

Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie, Série Limitada ou Telefilme
Alexander Skarsgard (“Big Little Lies”)
David Thewlis (“Fargo”)
Alfred Molina (“Feud”)
Stanley Tucci (“Feud”)
Bill Camp (“The Night Of”)
Michael K. Williams (“The Night Of”)

Melhor Direção em Série de Drama
Vince Gilligan (“Better Call Saul”)
Lesli Linka Glatter (“Homeland”)
The Duffer Brothers (“Stranger Things”)
Stephen Daldry (“The Crown”)
Reed Morano (“The Handmaid’s Tale”)
Kate Dennis (“The Handmaid’s Tale”)
Jonathan Nolan (“Westworld”)

Melhor Direção em Série de Comédia
Donald Glover (“Atlanta”)
Jamie Babbit (“Silicon Valley”)
Mike Judge (“Silicon Valley”)
Morgan Sackett (“Veep”)
David Mandel (“Veep”)
Dale Stern (“Veep”)

Melhor Direção em Minissérie, Série Limitada ou Telefilme
Jean-Marc Vallée (“Big Little Lies”)
Noah Hawley (“Fargo”)
Ryan Murphy (“FEUD: Bette And Joan”)
Ron Howard (“Genius”)
James Marsh (“The Night Of”)
Steven Zaillian (The Night Of)

Melhor Roteiro em Série de Drama
Joel Fields, Joe Weisberg (“The Americans”)
Gordon Smith (“Better Call Saul”)
Peter Morgan (“The Crown”)
Bruce Miller (“The Handmaid’s Tale”)
The Duffer Brothers (“Stranger Things”)
Lisa Joy, Jonathan Nolan (“Westworld”)

Melhor Roteiro em Série de Comédia
Donald Glover (“Atlanta: B.A.N”)
Stephen Glover (“Atlanta: Streets on Lock”)
Aziz Ansari, Lena Waithe (“Master of None”)
Alec Berg (“Silicon Valley”)
Billy Kimball (“Veep: Georgia”)
David Mandel (“Veep: Groundbreaking”)

Melhor Roteiro em Minissérie, Série Limitada ou Telefilme
David E. Kelley (“Big Little Lies”)
Charlie Brooker (“Black Mirror: San Junipero”)
Noah Hawley (“Fargo”)
Ryan Murphy (“Feud: And the Winner Is”)
Ryan Murphy, Jaffe Cohen, Michael Zam (“Feud: Pilot”)
Richard Price, Steven Zaillian (“The Night Of”)

Melhor Série de Esquetes e Variedades
“Billy On The Street”
“Documentary Now!”
“Drunk History”
“Portlandia”
“Saturday Night Live”
“Tracey Ullman’s Show”

Melhor Reality Show
“The Amazing Race”
“American Ninja Warrior”
“Project Runway”
“RuPaul”
“Top Chef”
“The Voice”

Melhor Talk Show de Variedades
“Full Frontal with Samantha Bee”
“Jimmy Kimmel Live”
“Last Week Tonight”
“Real Time with Bill Maher”
“The Late Late Show with James Corden”
“The Late Show with Stephen Colbert”