Divulgação/Globo

Rodrigo Mussi aparece em primeiro vídeo após acidente

Depois da primeira foto, o Instagram do “Fantástico” divulgou o primeiro vídeo de Rodrigo Mussi após sofrer um grave acidente de carro no fim de março. O vídeo traz o ator desenvolto e convocando os fãs para assistirem à primeira entrevista após seu “milagre”, como ele tem chamado o fato de ter sobrevivido com poucas sequelas.

“Estou de volta. Quero agradecer demais o carinho, o amor e as orações de vocês. Milagres existem muito por conta das orações de vocês. Estou feliz. É uma segunda chance e espero retribuir ao mundo de uma maneira ainda maior e muito melhor”, disse Rodrigo, ao lado do repórter Maurício Ferraz.

O vídeo responde a uma das principais curiosidades do público, mostrando que o ex-BBB não apresenta sequelas aparentes, principalmente na voz, conversando sem apresentar nenhuma dificuldade.

Na entrevista, Rodrigo vai falar de sua empolgação com o recomeço de sua vida e carreira. Ele assinou contrato com a Brasileira Digital, agência de talentos que cuida da carreira de Viih Tube, Camila Loures, Gabi Martins e Eliezer. Por sinal, a entrevista para o “Fantástico” aparentemente aconteceu na casa de Viih Tube, pelos detalhes vazados da decoração.

Em breve, ele retoma as publicações nas redes sociais e voltará a marcar presença em eventos. Mas ainda está fazendo fisioterapia para se recuperar totalmente, e o programa também vai mostrar seu cotidiano nessa fase do tratamento.

O acidente envolvendo o ex-participante do “BBB 22” aconteceu por volta das 3h da madrugada do dia 31 de março, na Marginal Pinheiros, próximo à Ponte Eusébio Matoso, em São Paulo.

Rodrigo voltava num carro de aplicativo do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, onde assistiu ao primeiro jogo da final do Campeonato Paulista. O motorista confessou ter cochilado e o veículo se chocou contra a traseira de um caminhão, resultando em ferimentos graves para o passageiro, que não usava cinto de segurança.

O ex-BBB sofreu traumatismo craniano e fraturas graves na perna, que exigiram mais de uma cirurgia e o deixaram internado no Hospital das Clínicas por praticamente um mês, até 28 de abril, quando passou para outra unidade hospitalar para realizar tratamento intensivo de reabilitação para recuperar todos os movimentos.

A batida foi registrada como lesão corporal culposa e um dos irmãos de Rodrigo Mussi entrou com uma representação criminal contra o motorista.