Instagram/Fantástico

Rodrigo Mussi ressurge na primeira foto após acidente

O ex-BBB Rodrigo Mussi teve sua primeira foto revelada após sobreviver a um grave acidente de carro em São Paulo. Publicada no Instagram nesta quinta (26/5), a imagem registra um momento de pausa durante uma entrevista que ele gravou para o programa “Fantástico”, que será exibida no domingo (29/5).

Na foto, ele aparece ao lado do repórter Maurício Ferraz, que conduz a conversa. A entrevista também é a primeira do participante do “BBB 22” após o acidente sofrido em 31 de março, que o levou a ser operado de emergência no Hospital das Clínicas.

Rodrigo aparece sorridente, 11 dias depois de se comunicar pela primeira vez com o público, por meio de uma mensagem escrita a mão e publicada em suas redes sociais.

“Aqui é o Rodrigo, vocês dizem que eu sou um milagre e eu acredito que não estou vivo à toa. Ainda estou assimilando tudo. Obrigado Deus por me dar uma nova chance, uma nova vida e um livro novo em branco nas mãos para escrever novas histórias”, escreveu o ex-BBB em 15 de maio.

“Agora eu faço aniversário 2 vezes por ano. Lembrem-se somos abençoados para abençoar. Em breve estou de volta”, prometeu Rodrigo, na ocasião.

O acidente envolvendo o ex-participante do “BBB 22” aconteceu por volta das 3h da madrugada do dia 31 de março, na Marginal Pinheiros, próximo à Ponte Eusébio Matoso, em São Paulo.

Rodrigo voltava num carro de aplicativo do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, onde assistiu ao primeiro jogo da final do Campeonato Paulista. O motorista confessou ter cochilado e o veículo se chocou contra a traseira de um caminhão, resultando em ferimentos graves para o passageiro, que não usava cinto de segurança.

O ex-BBB sofreu traumatismo craniano e fraturas graves na perna, que exigiram mais de uma cirurgia e o deixaram internado no Hospital das Clínicas por praticamente um mês, até 28 de abril, quando passou para outra unidade hospitalar para realizar tratamento intensivo de reabilitação para recuperar todos os movimentos.

A batida foi registrada como lesão corporal culposa e um dos irmãos de Rodrigo Mussi entrou com uma representação criminal contra o motorista.