Divulgação/Court TV

Amber Heard descreve agressões de Johnny Depp: tapas “com muitos anéis”

Amber Heard deu um depoimento emocional nesta quarta-feira (4/6) durante o julgamento do processo de difamação movido por seu ex-marido Johnny Depp em Halifax, no estado americano de Washington. “Estou aqui porque meu ex-marido está me processando por um artigo de opinião que escrevi”, ela resumiu, sobre a situação que a levou a testemunhar.

“Eu luto para ter as palavras, para descrever as palavras… isso é horrível, ficar sentada aqui por semanas e reviver tudo”, disse a estrela de “Aquaman” a sua advogada Elaine Bredehoft, à juíza Penny Azcarte e ao júri, referindo-se às narrativas de violência e agressões sexuais que foram trazidos à tona nos dias anteriores, trazendo lágrimas ao rosto durante parte das declarações.

“Esta é a coisa mais dolorosa e difícil pela qual já passei, com certeza”, ela explicou, enquanto Depp, sentado com óculos escuros entre seus dois advogados, rabiscava um papel e evitava contato visual. Ele se portou desta maneira durante toda a sessão.

Depois de falar de sua infância difícil e o início de sua carreira, ela detalhou seu primeiro encontro com Depp em 2009 em um teste para “Diário de um Jornalista Bêbado”, acompanhado por conversas sobre “livros e poesia” e “velhos blues”, indicando que ficou encantada com o ator.

Em seu depoimento, a atriz falou sobre como uma vibe de “flerte” se desenvolveu na filmagem, mesmo que os dois estivessem em outros relacionamentos na época. Chamando de “tempo bonito e estranho”, Heard também detalhou um beijo que eles compartilharam e como eles se envolveram em Los Angeles durante a turnê de imprensa de 2011 para o filme.

O clima romântico, porém, não durou muito. Ela disse que o amor acabou na primeira agressão de Depp. “Nunca vou esquecer, isso mudou minha vida”, afirmou a atriz.

A fúria teria sido motivada porque ela riu quando o ator explicou uma tatuagem, revelando ter mudado o nome de Winona Ryder, sua antiga namorada, para “Wino” – gíria americano para bêbado.

Ela testemunhou ter rido do primeiro tapa, achando que era uma piada e porque não a machucou.

De acordo com Heard, a resposta de Depp foi: “Você acha engraçado, vadia?” E então ele a esbofeteou mais duas vezes, desequilibrando-a.

Naquele mesmo momento, a atriz decidiu deixá-lo. Chegou a pegar suas roupas e ir embora, mas alguns dias depois Depp voltou com um pedido de desculpas, algumas caixas de seu vinho favorito e a promessa de que nunca faria isso de novo.

“Eu queria acreditar nele, então eu aceitei”, disse ela.

Segundo seu depoimento, entretanto, a violência só piorou a partir disso.

Entrando em detalhes sórdidos, Amber Heard disse ao tribunal ter sido agredida sexualmente em 2013.

O incidente ocorreu depois que Depp a acusou de flertar com outra mulher no estacionamento de trailers de Hicksville, no deserto da Califórnia.

“Ele agarra meu peito, toca minhas coxas, rasga minha calcinha e começa a buscar minha cavidade… ele enfia os dedos dentro de mim”, disse Heard, hesitante, ao tribunal, depois de revelar como Depp tirou seu vestido com raiva.

Ela ainda acrescentou relatos sobre como Depp segurou seus cachorros para fora do carro em movimento, sobre abuso de drogas, explosões de raivas que destruíram trailers e quartos, e outras ações que colocaram em cheque seu “orgulho de ser durona”.

Até que, em março de 2013, houve uma série de incidentes. Numa ocasião, Heard tirou uma foto de um grande hematoma em seu braço. Em outra, ela afirmou ter sido atingida no rosto por Depp.

“Meu lábio entrou nos dentes e ficou um pouco de sangue na parede”, observou Heard, acrescentando que seu ex-marido “usa muitos anéis”.

Ela mencionou que Depp disse que “poderia me matar” porque “eu sou uma vergonha”, empurrando-a contra a parede da cabine de seu iate, num dia que o casal tinha saído com os filhos do ator. Heard disse que, depois disso, deixou o iate com a filha de Depp, Lily-Rose, envergonhada pelas acusações do ex-marido supostamente bêbado, de que ela o havia humilhado na frente de seus filhos.

O depoimento de Heard foi interrompido neste ponto, ao fim da sessão do tribunal, e continuará na quinta-feira (5/5).

Todo o julgamento está sendo transmitido ao vivo pelo canal americano Court TV, disponível pela internet.

Veja abaixo os primeiros vídeos do depoimento da atriz, que vão até o ponto em que ela descreve a agressão inicial.