Nova versão de “Galera do Barulho” é cancelada após duas temporadas

A plataforma americano Peacock cancelou o revival de “Galera do Barulho” (Saved by the Bell), série adolescente imensamente popular dos anos 1990. A atração tinha ganhado continuação em streaming focada nos filhos dos personagens originais – mais ou menos como aconteceu com “Fuller House”, na Netflix.

A nova versão da série clássica chegou a ser o programa mais assistido do novo serviço de streaming da NBCUniversal, ainda inédito no Brasil. Também foi a primeira série original da plataforma a receber encomenda de uma 2ª temporada. Mas aparentemente os novos episódios, lançados em novembro, não repetiram o mesmo sucesso.

O revival trouxe de volta Mark-Paul Gosselaar, Mario Lopez, Elizabeth Berkley e Tiffani Thiessen em seus papéis clássicos, agora como os adultos da trama, que, apesar disso, ainda seguia acompanhando os estudantes adolescentes da Bayside High School.

A premissa explorava o que acontecia quando o governador da Califórnia, Zack Morris (Gosselaar), fica em apuros por fechar muitas escolas de Ensino Médio que atendiam a população de baixa renda, e propõe que eles enviem os alunos afetados às escolas mais bem financiadas do estado – incluindo Bayside High. O afluxo de novos alunos dá às crianças privilegiadas de Bayside uma dose muito necessária de realidade – entre eles, o próprio filho de Zack, vivido por Mitchell Hoog (de “Freaky – No Corpo de um Assassino”).

Os personagens Jessica Spano (Elizabeth Berkley) e A.C. Slater (Mario Lopez) agora trabalham na escola em que cresceram e lideram um elenco que também destaca John Michael Higgins (“A Escolha Perfeita”) como o diretor do Bayside e uma nova turma de alunos, incluindo ainda Belmont Cameli (o filho de Jessica), Dexter Darden, Alycia Pascual-Peña, Josie Totah e Haskiri Velazquez. Já Gosselaar e Thiessen fizeram apenas participações especiais.

A produtora-roteirista Tracey Wigfield (“30 Rock”) atuava como showrunner e conduzia a série ao lado do produtor da atração original dos anos 1980, Peter Engel.

O revival era inédito no Brasil. Seu cancelamento aconteceu quase um ano após a Peacock cancelar outra tentativa de resgatar uma sitcom clássica, “Punky, a Levada da Breca” (Punky Brewster), interrompida em sua 1ª temporada.