Divulgação/Warner

Filme de “Star Wars” de Patty Jenkins é suspenso

A estreia de Patty Jenkins, diretora de “Mulher-Maravilha”, no universo “Star Wars” vai demorar mais que o previsto. O filme “Star Wars: Rogue Squadron” foi retirado do calendário de lançamentos da Disney.

Isto sugere, aparentemente, que Jenkins vai filmar “Mulher-Maravilha 3” antes de ir para uma galáxia muito distante. Nos últimos dias, ela e a atriz Gal Gadot deram muitas declarações sobre a produção da Warner, indicando que suas filmagens poderiam estar mais próximas que muitos imaginavam.

Mas os conflitos podem não ter sido de agenda. Após a estreia ser suspensa, o blog de um ex-editor da revista The Hollywood Reporter apontou que o problema era, na verdade, mais um conflito criativo com a presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, que acumula confusões com cineastas desde que assumiu o lugar de George Lucas à frente da empresa – desde a demissão da dupla Phil Lord e Chris Miller no meio das filmagens de “Han Solo” até a dispensa de Colin Trevorrow no começo da pré-temporada de “A Ascensão Skywalker” – o que explica porque o estúdio encontra-se sem novos projetos cinematográficos.

A ideia original da Disney era começar a pré-produção do projeto em 2022, a fim de cumprir a previsão de lançamento original, marcada para 23 de dezembro de 2023. A data deve ser ocupada agora por outra produção do estúdio.

O envolvimento de Jenkins com “Star Wars: Rogue Squadron” foi revelado há um ano, com direito a vídeo especial e depoimento da diretora apresentado no Dia dos Investidores da Disney, em dezembro de 2020. A cineasta seria a primeira mulher a dirigir um filme de “Star Wars”.

O roteiro de “Star Wars: Rogue Squadron” é assinado por Matthew Robinson (“Amor e Monstros”).

Veja abaixo o vídeo de apresentação do projeto, com direito a comentário de Bob Iger, o presidente da Disney, dando boas-vindas à Jenkins.