Divulgação/Disney

Disney tira Mulan do calendário e adia Avatar 2 em mais um ano

Depois da Warner, foi a vez da Disney ceder à realidade e anunciar novos adiamentos. E exatamente como fez a Warner, o estúdio também tirou do calendário o filme que insistia em manter entre as próximas estreias de cinema.

Desta vez, “Mulan” não sofreu apenas mais um atraso – o terceiro. O filme perdeu a data de estreia.

A adaptação live-action do desenho animado de 1998 seria originalmente lançada em março, mas teve sua estreia remarcada para 24 de julho no começo da pandemia de covid-19. Mas esta data, que cairia nesta sexta, logo provou-se inviável, fazendo a Disney empurrar a produção um pouco mais, prometendo um lançamento em 21 de agosto.

Só que, há um mês da estreia prevista, a maioria dos cinemas continua fechada nos EUA e nos principais mercados internacionais.

Assim, em vez de marcar outra data e correr o risco de ter que anunciar um quarto adiamento, a Disney finalmente optou pela estratégia mais cautelosa e agora vai esperar para ver.

“Ficou claro que nada pode ser definido no que se trata de lançamentos de filmes durante a crise global de saúde”, disse um representante da Disney, observando o óbvio. “Hoje isso significa pausar nossos planos de lançamento para ‘Mulan’ enquanto avaliamos como poderemos trazer esse filme para audiências de todo o mundo da maneira mais eficiente”.

Os passos são praticamente os mesmos trilhados pela Warner em relação a “Tenet”, de Christopher Nolan.

Disney e Warner vinham fazendo uma troca frenética de calendário todo mês, porque não acreditavam que a pandemia teria longa duração. Graças a isso, perderam espaço na programação cinematográfica de 2021. Afinal, as datas mais estratégicas foram ocupadas por lançamentos dos estúdios rivais, que se anteciparam e jogaram todos os seus grandes títulos para o ano que vem.

Com estreia prevista para outubro, até “Viúva Negra” corre risco de perder lugar e ficar sem data de estreia.

Diante da briga do calendário, a Disney pode ter que remanejar datas que estavam reservadas para outros filmes do estúdio, ainda em fase de desenvolvimento.

Os primeiros movimentos foram feitos já nesta quinta (23/7), com mudanças estratégicas no cronograma de 2021 e 2022, atrasando as estreias de “Avatar 2” – filme mais adiado de todos os tempos, que chegou a ter previsão de lançamento para 2014 – e do próximo longa da franquia “Star Wars”.

A Disney anunciou que ambos chegarão um ano mais tarde, respectivamente em dezembro de 2022 e em dezembro de 2023.