Divulgação/Warner

Tenet sofre terceiro adiamento e fica sem previsão de estreia

Conforme esperado, “Tenet”, o novo filme do diretor Christopher Nolan (“A Origem”), sofreu novo adiamento. A Warner Bros. desistiu de lançá-lo em agosto, na data planejada, porque os cinemas seguem fechados nos EUA e em boa parte do mundo devido à pandemia de coronavírus.

Este foi o terceiro adiamento consecutivo do filme por causa da covid-19. Em todas as vezes anteriores, o estúdio agiu de forma extremamente otimista, atrasando o lançamento em apenas um mês. Desta vez, porém, mostrou um pouco mais de precaução, ao não anunciar previsão para a estreia.

Toby Emmerich, presidente da divisão cinematográfica da Warner, garantiu apenas que o filme será lançado ainda neste ano.

“O nosso objetivo é garantir que os nossos filmes tenham a maior chance de sucesso possível, além de apoiar os proprietários de cinemas que precisarão de novo conteúdo assim que puderem reabrir suas salas com segurança. Vamos compartilhar uma nova data de lançamento para ‘Tenet’ em breve”, disse o executivo em comunicado.

Além desta mudança, Emmerich também anunciou uma nova data para “Invocação do Mal 3”. O filme que estrearia em outubro, após “Tenet”, agora só chegará aos cinemas em junho de 2021.

Apesar dos dois adiamentos, a Warner não se manifestou sobre outros lançamentos previstos para 2020, mantendo o otimismo com relação às estreias de “Mulher-Maravilha 1984” (2 de outubro nos EUA) e “Duna” (18 de dezembro).

Muitos estúdios já tiraram seus principais lançamentos do calendário em 2020. Mas desde o primeiro adiamento de “Tenet”, a Warner se mostrou determinada a realizar a primeira grande estreia da reabertura pós-coronavírus, de preferência com o misterioso filme de Nolan.

A trama do longa é até agora um mistério e a sinopse genérica não ajuda: “Armado com apenas uma palavra – Tenet – e lutando pela sobrevivência do mundo, o protagonista (John David Washington) precisa partir em uma missão dentro do mundo da espionagem internacional, que irá revelar algo além do tempo. Não é viagem no tempo. É inversão.”

O texto nem sequer nomeia o personagem principal, mas remete à situações vistas no trailer, como balas que disparam na direção contrária dos tiros e carros que capotam de trás pra frente, numa espécie de “efeito rewind”, que questiona a linearidade do tempo e lembra que o diretor responsável é o mesmo de “A Origem” (2010) e “Interestelar” (2014).

Além de John David Washington (“Infiltrado na Klan”), o elenco também inclui Robert Pattinson (“Bom Comportamento”), Elizabeth Debicki (“As Viúvas”), Clémence Poésy (“The Tunnel”), Martin Donovan (“Big Little Lies”), Aaron Taylor-Johnson (“Vingadores: Era de Ultron”) e Dimple Kapadia (“Confinados”), atriz veterana de Bollywood em seu primeiro grande papel em Hollywood, e dois velhos conhecidos dos filmes de Nolan, Michael Caine (trilogia “Batman”) e Kenneth Branagh (“Dunkirk”).