Sugestão de remake de A Princesa Prometida coloca fãs contra a Sony

Fãs de “A Princesa Prometida” estão em pé de guerra contra a Sony. Uma reportagem da revista Variety sobre Norman Lear, produtor executivo do filme, que aos 97 anos se tornou o mais velho vencedor do Emmy, registrou os planos do estúdio para um remake do clássico de 1987.

“Pessoas muito famosas, cujos nomes eu não mencionarei, querem refazer ‘A Princesa Prometida'”, disse o executivo Tony Vinciquerra.

A simples sugestão fez o Twitter se encher protestos. Uma das falas célebres do filme, “Inconcebível!”, dita por Vizzini, personagem do ator Wallace Shawn, virou mantra da indignação coletiva.

Dirigida por Rob Reiner e escrita por William Goldman, a história de amor de 1987 é considerada um dos melhores filmes de contos de fadas de todos os tempos, e permanece tão icônica que sua estrutura foi o ponto de partida para “Era uma Vez um Deadpool”, lançado no ano passado.

A historia é narrada por um vovô a seu netinho doente, na cama. Enquanto o menino tem a expectativa de ouvir uma história de pirata, a trama tem romance e uma princesa, mas logo os protestos da criança se tornam entusiasmo pelo desenrolar da aventura e da expectativa diante das inúmeras dificuldades do casal para se reencontrar e viver seu o avô de um menino lê a história de um pirata que virou pirata que encontra numerosos obstáculos, inimigos e aliados em sua busca para se reunir com seu verdadeiro amor.

O netinho era Fred Savage e o elenco também incluía Cary Elwes e Robin Wright, como o casal principal, além de Mandy Patinkin, Billy Crystal, Chris Sarandon, Peter Falk, Christopher Guest e o lutador André, o Gigante.

“Há uma escassez de filmes perfeitos neste mundo. Seria uma pena estragar esse”, tuitou Cary Elwes, que interpretou o protagonista Westley.

“Sério?”, afirmou a atriz Jamie Lee Curtis, que é casada com Christopher Guest, intérprete do Conde Rugen, o homem com um dedo extra no filme. “Bom, eu casei com o homem de seis dedos, obviamente por isso estamos juntos há 35 anos e existe apenas o ÚNICO A Princesa Prometida e é o de William Goldman e Rob Reiner”, reclamou Curtis.

O ator-roteirista-produtor Seth Rogen respondeu a essa ideia no Twitter com um indignado “Eu jamais ousaria isso”.

Mas a revolta não se limitou a fãs anônimos e famosos de Hollywood.

“Inconcebível que alguém sequer pense em tentar…”, protestou o senador republicano Ted Cruz sobre o remake, completando, em letras garrafais, com a frase que resume o sentimento geral: “NÃO MEXAM COM A PERFEIÇÃO”.