Hobbs & Shaw mantém 1º lugar em semana repleta de fracassos na América do Norte



O fim de semana com a maior quantidade de estreias amplas de 2019 causou grandes mudanças no ranking das maiores bilheterias da América do Norte, mas não no topo. “Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw” manteve o 1º lugar, porém com pouca margem de vantagem.

Ao faturar US$ 25,4M nos últimos três dias, o derivado de “Velozes e Furiosos” atingiu US$ 108,5M nos Estados Unidos e Canadá.

O sucesso continua muito maior no exterior. Entretanto, os 332,6M mundiais estão longe de zerar os custos da produção, orçada em cerca de US$ 200 milhões fora P&A (despesas de publicidade e divulgação). Vale destacar que o filme ainda não estreou na China, onde a Universal está fazendo grande investimento promocional.

“Histórias Assustadoras para Contar no Escuro” abriu em 2º lugar, com US$ 20,8M, numa disputa muito acirrada com o blockbuster “O Rei Leão”, que fez mais US$ 20M e ficou com o 3º posto.

O terror produzido por Guillermo Del Toro não entusiasmou o mercado internacional, somando apenas mais US$ 4M em 30 países, incluindo o Brasil.

Em contraste, o desempenho no exterior da animação computadorizada ajudou a Disney a superar mais um recorde. Ao atingir US$1,3B, “O Rei Leão” ultrapassou “A Bela e a Fera” como a maior bilheteria de todos os tempos do estúdio original de Walt Disney (isto é, de uma produção que não é da Marvel, Pixar ou Lucasfilm).

Ainda inédito no Brasil, “Dora e a Cidade Perdida” decepcionou na América do Norte, tendo que se contentar com o 4º lugar (e US$ 17M) numa semana com muitas opções para o público infantil. Por outro lado, foi a estreia mais bem cotada entre a crítica, com 81% de aprovação no Rotten Tomatoes. O lançamento nacional está marcado apenas para novembro.

“Era uma Vez em Hollywood” fecha o Top 5. E o novo filme de Quentin Tarantino conseguiu uma façanha internacional, ao abrir em 1º lugar na Rússia neste fim de semana com US$ 7M, maior desempenho do diretor no país. A estreia brasileira vai (finalmente) acontecer na próxima quinta (15/8).

As outras estreias americanas da semana foram “Meu Amigo Enzo” e “Rainhas do Crime”, que também foram lançados no Brasil no fim de semana. Repercutindo críticas negativas (respectivamente 46% e 18% de aprovação), ficaram com o 6º e o 7º postos. Mas os US$ 5,5M de “Rainhas do Crime” ainda entrou para a História como a pior arrecadação de uma estreia ampla da carreira da atriz Melissa McCarthy.

Para finalizar a lista, registra-se a estreia de um documentário da boy band sul-coreana BTS em 10º lugar.

Confira abaixo os rendimentos dos 10 filmes mais vistos no final de semana nos Estados Unidos e no Canadá, e clique em seus títulos para ler mais sobre cada produção.



BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw
Fim de semana: US$ 25,4M
Total EUA e Canadá: US$ 108,5M
Total Mundo: US$ 332,6M

2. Histórias Assustadoras para Contar no Escuro
Fim de semana: US$ 20,8M
Total EUA e Canadá: US$ 20,8M
Total Mundo: US$ 24,8M

3. O Rei Leão
Fim de semana: US$ 20M
Total EUA e Canadá: US$ 473,1M
Total Mundo: US$ 1,3B

4. Dora e a Cidade Perdida
Fim de semana: US$ 17M
Total EUA e Canadá: US$ 17M
Total Mundo: US$ 19,5M

5. Era uma Vez em Hollywood
Fim de semana: US$ 11,6M
Total EUA e Canadá: US$ 100,3M
Total Mundo: US$ 108M

6. Meu Amigo Enzo
Fim de semana: US$ 8,1M
Total EUA e Canadá: US$ 8,1M
Total Mundo: US$ 9,2M

7. Rainhas do Crime
Fim de semana: US$ 5,5M
Total EUA e Canadá: US$ 5,5M
Total Mundo: US$ 5,8M

8. Homem-Aranha: De Volta para Casa
Fim de semana: US$ 5,3M
Total EUA e Canadá: US$ 370,9M
Total Mundo: US$ 1B

9. Toy Story 4
Fim de semana: US$ 4,4M
Total EUA e Canadá: US$ 419,5M
Total Mundo: US$ 989,9M

10. Bring The Soul: The Movie
Fim de semana: US$ 2,2M
Total EUA e Canadá: US$ 4,4M
Total Mundo: US$ US$ 4,4M


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings