Os Novos Mutantes reaparece no calendário de lançamentos da Disney



Envolvido em muita especulação, o filme dos Novos Mutantes continua a ter seu lançamento marcado para o cinema.

Após a compra da Fox pela Disney, rumores apontavam que ele seria lançado na plataforma de streaming Disney+. Mas o título apareceu no calendário de lançamentos do estúdio, apresentado durante a CinemaCon, convenção das redes exibidoras de cinema dos EUA, que acontece em Las Vegas.

O lançamento do filme já sofreu diversos adiamentos e o site The Hollywood Reporter chegou a apurar que as refilmagens, planejadas há mais de um ano, nem sequer foram marcadas, deixando a produção numa espécie de “limbo” durante o apagar das luzes da Fox.

Filmado há dois anos por Josh Boone (“A Culpa É das Estrelas”), “Os Novos Mutantes” seria originalmente lançado em 13 abril do ano passado. Mas as primeiras sessões de teste revelaram que o público esperava que ele fosse mais assustador, devido ao marketing inicial, o que originou a decisão de refilmar diversas cenas – segundo rumores, seria uma refilmagem bastante extensa. Isto não teria acontecido, porque a agenda do elenco se provou desafiadora.



Há indicações de que a trama segue uma história clássica dos quadrinhos, envolvendo uma criatura chamada Urso Místico, que se alimenta de pesadelos. Nos gibis da Marvel, ele assombra Danielle Moonstar, a Miragem, vivida no filme por Blu Hunt (a vilã Hollow em “The Originals”).

Os demais integrantes do elenco são Maisie Williams (a Arya Stark, de “Game of Thrones”) como Lupina, Charlie Heaton (série “Stranger Things”) como Míssil, Anya Taylor-Joy (“Fragmentado”) como Magia, o brasileiro Henry Zaga (série “13 Reasons Why”) como Mancha Solar e a também brasileira Alice Braga (série “Queen of the South”) como a Dra. Cecilia Reyes.

Por enquanto, o filme baseado nos quadrinhos da Marvel tem sua estreia marcada para 1 de agosto no Brasil, um dia antes do lançamento nos Estados Unidos.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings