Fãs de Counterpart protestam contra o cancelamento da série nas redes sociais



Os fãs de “Counterpart” podem ser poucos. Mas são incrivelmente dedicados. E influentes. Roteiristas, artistas e jornalistas então entre os que resolveram protestar contra o canal pago Starz por cancelar a série que, mais de uma pessoa lembrou, obteve 100% de aprovação em suas duas temporadas no site Rotten Tomatoes.

A atração estrelada pelo vencedor do Oscar J.K. Simmons vai acabar no próximo domingo (17/2), com a exibição do episódio final de sua 2ª e agora última temporada. Mas o estúdio MRC está negociando um resgate com um serviço de streaming. O problema é que os contratos do (ótimo) elenco venceram no final do ano, quando se encerrou o acordo com o Starz para a produção das duas temporadas, e os atores aceitaram estender seu compromisso até fevereiro apenas, antes de procurarem novos trabalhos.

O final não deve resolver a trama do criador Justin Marks (roteirista de “Mogli: O Menino Lobo”), que aborda uma Guerra Fria entre Terras paralelas e lembra a saudosa série “Fringe”. E os fãs estão desesperados, likando perfis das plataformas Netflix, Amazon, Hulu e até o canal pago HBO em posts no Twitter, além de prometerem cancelar suas assinaturas do Starz.

A maioria dos comentários reforça os elogios à produção, “melhor série da atualidade” para muitos, e também para o elenco magnífico, encabeçado pelo vencedor do Oscar J.K. Simmons (“Whiplash”), Olivia Williams (“Mapas para as Estrelas”), Harry Lloyd (“Game of Thrones”), Nazanin Boniadi (“Homeland”), Nicholas Pinnock (série “Fortitude”), Guy Burnet (“A Escolha Perfeita 3”), Richard Schiff (“The Good Doctor”), James Cromwell (“O Artista”), Sarah Bolger (“Into the Badlands”) e a italiana Sara Serraiocco (“Salvo”).

A própria atriz Nazanin Boniadi se tornou uma das mais ativas na campanha pelo resgate da atração.

Veja alguns dos tuítes originais abaixo.




Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings