Academia de Cinema Europeu premia Guerra Fria, Dogman e Verão



A Academia de Cinema Europeu revelou os primeiros oito vencedores dos European Film Awards, considerado o “Oscar europeu”, antecipando a premiação oficial, que vai acontecer em 15 de dezembro em Sevilha, na Espanha.

O drama italiano “Dogman”, de Matteo Garrone (“Gomorra”), saiu na frente com dois troféus, nas categorias de Figurino e Maquiagem, mas o filme com o maior número de indicações, o polonês “Guerra Fria”, de Pawel Pawlikowski (“Ida”) também recebeu um troféu, como Melhor Edição.

A lista ainda inclui o drama russo “Verão”, lançado na quinta-feira (15/11) no Brasil, que teve a Melhor Direção de Arte, e o norueguês “Utøya 22 de Julho: Terrorismo na Noruega”, que estreia por aqui em duas semanas, premiado como Melhor Fotografia Europeia de 2018.

Os vencedores foram escolhidos por um comitê de oito membros da Academia, que se reuniram em Berlim durante a semana para a deliberação.

Os oito premiados são:

Melhor Fotografia Europeia
Martin Otterbeck (“Utøya 22 de Julho: Terrorismo na Noruega”)

Melhor Edição Europeia
Jaroslaw Kamiński (“Guerra Fria”)


Melhor Direção de Arte Europeia
Andrey Ponkratov (“Verão”)

Melhor figurino Europeu
Massimo Cantini Parrini (“Dogman”)

Melhores Cabelos e Maquiagem Europeus
Dalia Colli, Lorenzo Tamburini e Daniela Tartari (“Dogman”)

Melhor Trilha Sonora Europeia
Christoph M. Kaiser e Julian Maas (“3 Days in Quiberon”)

Melhor Som Europeu
André Bendocchi-Alves e Martin Steyer (“The Captain”)

Melhores Efeitos Visuais Europeus
Peter Hjorth (“Border”)



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings