Um Pequeno Favor destaca-se entre as 13 estreias de cinema da semana


Muitos filmes, 13 ao todo, estreiam nesta quinta (27/9). O que chega em mais cinemas é a animação “PéPequeno”, que segue de perto a fórmula de “Monstros S.A.” ao exibir monstros assustados com seres humanos. Não é Pixar, mas tem um mensagem de valorização da capacidade crítica que é bem mais profunda que as músicas de sua trilha.

Para os adultos, o destaque da semana é “Um Pequeno Favor”, uma comédia criminal de suspense que explora o “mommy noir”, o subgênero das mamães detetives. A trama traz Anna Kendrick (“A Escolha Perfeita”) como uma mamãe vlogger que resolve investigar o súbito sumiço de sua nova melhor amiga sofisticada, vivida por Blake Lively (“Águas Rasas”). Cheio de reviravoltas e muita diversão, surpreende principalmente por ser uma obra do diretor Paul Feig, conhecido pelas comédias mais populares de Melissa McCarthy (“A Espiã que Sabia de Menos”). Seu primeiro filme sem a atriz, desde “Missão Madrinha de Casamento” (2011), interdita as piadas escatológicas em favor de uma atmosfera hitchockiana e chique, regada a martinis.

Melissa McCarthy, por sinal, também está na programação, investigando assassinatos de fantoches em “Crimes em Happytime”. Infelizmente, a premissa reciclada de “Uma Cilada para Roger Rabbit” é completamente desperdiçada, ao sujeitar as marionetes suspeitas às piadas escatológicas de costume. Uma das grandes decepções do ano.

Completa a relação de produções hollywoodianas “A Primeira Noite de Crime”, prólogo da franquia “Uma Noite de Crime”, que tem violência suficiente para saciar os fãs de filmes B.

A seleção brasileira também é sortida, mas “10 Segundos para Vencer” é a principal atração. Cinebiografia do boxeador Éder Jofre, maior campeão e ídolo do boxe do Brasil, traz Daniel de Oliveira (que já foi até Cazuza no cinema) como protagonista e se foca no relacionamento do lutador com o pai, o exigente treinador Kid Jofre (Osmar Prado, premiado no Festival de Gramado). Dirigido por José Alvarenga Jr. (“Divã”, “Cilada.com”), o filme acompanha a jornada de Éder ao título mundial dos galos, nos anos 1960, a interrupção precoce em sua carreira para curtir a vida com a mulher e os filhos, e também o retorno triunfal aos ringues para um novo título mundial.

A lista tem até um musical sertanejo, “Coração de Cowboy”, com Gabriel Sater, filho do violeiro Almir Sater, que resulta melhor que a sinopse. E um indefectível besteirol romântico, “O Homem Perfeito”, no nível dos filmes da produtora Downtown, que geralmente mostram mulheres desesperadas com medo de ficarem sem homens. Às vezes, as tramas também as retratam como megeras revoltadas. A nova história combina as duas situações, pois não perde a chance de mostrar Luana Piovani (que já foi “A Mulher Invisível”) como uma espremedora de masculinidade – tem até cena literal de “ball busting”, como diriam os gringos. A história ainda é uma inversão da premissa de “Qualquer Gato Vira-Lata”, das mesmas roteiristas (Tati Bernardi e Patricia Corso), demonstrando que, sim, comédia brasileira parece tudo igual.

A opção alternativa é “A Moça do Calendário”, filme de arte, que alguns críticos chamam de libertário e comparam até à poesia, talvez por ser narrado pela própria diretora – a veterana atriz Helena Ignez (“Ralé”) – com palavras como “subcapitalista” e “pirâmide social”.

Mas o destaque do circuito limitado pertence ao uruguaio “Uma Noite de 12 Anos”, premiado no Festival de Berlim. O longa de Álvaro Brechner (“Sr. Kaplan”) conta a terrível história real da prisão de José Mujica e dois amigos, que passaram os 12 anos do título como prisioneiros políticos. O longa explora as torturas do cativeiro, reforçando a mensagem política de resistência à ditadura. Mujica não só resistiu como virou presidente de seu país.

Por fim, vale mencionar ainda que toda a renda obtida com a venda de ingressos de “O Que de Verdade Importa” será revertida para instituições que cuidam de crianças com câncer no país. Trata-se de um caso raro, em que o público não joga dinheiro fora mesmo se odiar o filme.

Tem mais. Confira abaixo as sinopses e veja os trailers para conhecer todas as estreias da semana.

PéPequeno | EUA | Animação

Um Yeti, também conhecido como Pé Grande, está convencido de que as criaturas evasivas conhecidas como “seres humanos” ou Pé Pequeno realmente existem.

Um Pequeno Favor | EUA | Suspense

Stephanie (Anna Kendrick) é uma jovem mãe que divide o tempo entre a criação do filho e o trabalho como vlogueira. Quando sua melhor amiga Emily (Blake Lively) desaparece, ela parte em uma jornada para descobrir o motivo.

Crimes em Happytime | EUA | Comédia

Phil Phillips é um ex-policial fantoche que agora trabalha como detetive particular. Após seu irmão ser assassinado, ele descobre que o responsável é um serial killer que pretende eliminar todos os integrantes do “The Happytime Gang”, série de TV de fantoches de grande sucesso nos anos 1980. Para investigar o caso, Phil é obrigado a trabalhar com sua ex-parceira Connie Edwards (Melissa McCarthy), responsável por sua expulsão da polícia, anos atrás.

A Primeira Noite de Crime | EUA | Suspense

Prólogo da franquia “Uma Noite de Crime” mostra como tudo começou. Quando um novo partido político chega ao poder, é anunciado um novo experimento social. São 12 horas sem lei, em que o governo incentiva as pessoas a perderem toda e qualquer inibição.


10 Segundos para Vencer | Brasil | Drama

Cinebiografia de Eder Jofre, conhecido como “Galinho de Ouro”, por ter sido eleito o maior peso galo da história do boxe. Nem a infância difícil no bairro do Peruche, em São Paulo, conseguiu deter Eder, que se consagrou campeão mundial em 1961, nos Estados Unidos, e se tornou um dos maiores boxeadores de todos os tempos.

O Homem Perfeito | Brasil | Comédia

Diana (Luana Piovani), aos 42 anos, é uma mulher bem-sucedida, com uma carreira estruturada, culta e que mantém um casamento feliz com seu marido (Marco Luque). Ao menos, é o que ela acha – até que descobre que ele está lhe traindo com uma jovem aspirante a bailarina, de 23 anos.

Coração de Cowboy | Brasil | Musical

Lucca (Gabriel Sater) é um cantor sertanejo conhecido por suas músicas “chicletes” compostas a partir das demandas de sua empresária, Iolanda (Françoise Forton), e não pelos seus sentimentos e gostos musicais. Depois de um desentendimento na gravação de seu novo disco, Lucca foge da cidade grande e volta ao interior, onde ele procura inspirações para voltar a compor canções mais autênticas e, assim, se reconectar com seu pai (Jackson Antunes). Na volta, Lucca também encontra uma antiga parceira de composições e amor de infância (Thaila Ayala) com quem vai tentar reatar laços.

A Moça do Calendário | Brasil | Drama

Sem emprego fixo, o quarentão Inácio (André Guerreiro Lopes) trabalha como dublê de dançarino à noite e mecânico durante o dia. Quando não está nas pistas ou operando veículos, seus pensamentos voam para um relacionamento platônico para a bela garota que estampa o calendário da oficina.

Uma Noite de 12 Anos | Uruguai | Drama

1973, Uruguai. José Mujica (Antonio de la Torre), Mauricio Rosencof (Chino Darín) e Eleuterio Fernández Huidobro (Alfonso Tort) são militantes dos Tupamaros, grupo que luta contra a ditadura militar local. Eles são presos em ações distintas e encarcerados junto a outros nove companheiros, de forma que não possam sequer falar um com o outro. Ao longo dos anos, o trio busca meios de sobreviver não só à tortura, mas também ao encarceramento que fez com que ficassem completamente alheios à sociedade, sem a menor ideia se um dia seriam soltos.

O Que de Verdade Importa | Espanha, Canadá | Drama

Alec Bailey é um engenheiro frustrado que vive em Londres. Ele trabalha consertando eletrodomésticos, mas o dinheiro que ganha não é suficiente para pagar as suas contas. Tudo muda quando um tio distante aparece em sua vida com uma proposta irrecusável: pagar todas as dívidas de Alec desde que ele se mude para Nova Escócia, no Canadá, por um ano. Sem muitas alternativas, o jovem aceita o acordo e inicia uma jornada de descoberta.

Sansão | Estados Unidos | Religioso

Sansão (Taylor James) é um homem com uma força sobrenatural que recebeu um chamado divino para libertar seu povo da escravidão. Quando ele perde seu amor para um cruel príncipe filisteu, o jovem hebreu parte em uma jornada, sacrificando o que for preciso para vingar seu amor, seu povo e seu Deus.

A Fábrica de Nada | Portugal | Comédia

Uma noite, os trabalhadores de uma fábrica de elevadores em Portugal veem as máquinas serem colocadas em furgões e levadas. Sem conseguirem impedir a ação, eles questionam os patrões e descobrem que os equipamentos estão sendo transportados a fábricas mais baratas. A intenção é fechar o local, deixando dezenas de trabalhadores desempregados. Começa a luta do grupo para manter seus empregos, sua dignidade e questionar o sistema que permite que essa situação aconteça.

Marcha Cega | Brasil | Documentário

Durante as manifestações que ocorreram em São Paulo nos últimos anos, a Polícia Militar foi responsável por agredir violentamente, ferir e prender uma série de manifestantes. Através do uso excessivo de gás lacrimogêneo e outras técnicas duvidosas, a cidade transformou-se em um verdadeiro campo de batalha e as marchas, inicialmente pacíficas, foram consumidas pela violência derivada das forças policiais.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings