A Freira bate recorde de estreia da franquia Invocação do Mal nas bilheterias



O horroroso “A Freira” aterrorizou os cinemas da América do Norte em seu fim de semana de estreia, arrecadando US$ 53,5m (milhões) nas bilheterias.

Os números representam a segunda maior estreia já registrada em setembro no mercado doméstico e a melhor abertura de um filme da franquia “Conjuring” (“Invocação do Mal”). Mas o sucesso foi ainda maior no exterior, onde o longa somou US$ 77,5m, para um lançamento mundial de US$ 131m, recorde absoluto de estreia para o universo mal-assombrado de James Wan.

O longa também arrebentou bilheterias no Brasil, onde estimativas internacionais apontam uma arrecadação de US$ 6,8 milhões entre quinta a domingo. Caso estes números sejam confirmados, será a maior bilheteria de estreia de um filme de terror no país.

A Warner está comemorando o sucesso. Mas o filme foi arrasado pela crítica, que lhe deu a pior avaliação da franquia, 28% de aprovação, abaixo dos 29% do péssimo “Annabelle” (2014). E o público concorda. A pesquisa do CinemaScore com pessoas que assistiram à estreia resultou numa nota C, de medíocre. Ou seja, houve empolgação para comprar ingresso, seguida por arrependimento coletivo.

Os recordes de agora podem, portanto, virar um problema para o próximo lançamento da franquia, já que a decepção de quem pagou para ver e não gostou é bastante significativa.

“Podres de Ricos” continuou acumulando fortuna, mesmo caindo para o 2º lugar em sua quarta semana em cartaz. A comédia estrelada por atores de descendência asiática já soma US$ 136,2m no período apenas nos Estados Unidos e Canadá.

A outra estreia ampla da semana ocupou o 3º lugar. “A Justiceira”, em que Jennifer Garner sente “desejo de matar”, fez US$ 13,2m e sofreu com críticas ainda mais negativas – apenas 14% de aprovação. Mas o público preferiu “A Justiceira” sobre “A Freira”, dando nota B+ na pesquisa do CinemaScore. A estreia no Brasil está marcada para 18 de outubro.

Confira abaixo os rendimentos dos 10 filmes mais vistos no final de semana nos Estados Unidos e no Canadá, e clique em seus títulos para ler mais sobre cada produção.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. A Freira
Fim de semana: US$ 53,5m
Total EUA e Canadá: 53,5m
Total Mundo: US$ 131m



2. Podres de Ricos
Fim de semana: US$ 13,6m
Total EUA e Canadá: US$ 136,2m
Total Mundo: US$ 164,7m

3. A Justiceira
Fim de semana: US$ 13,2m
Total EUA e Canadá: US$ 13,2m
Total Mundo: US$ 14,6m

4. Megatubarão
Fim de semana: US$ 6m
Total EUA e Canadá: US$ 131,5m
Total Mundo: US$ 491,9m

5. Buscando…
Fim de semana: US$ 4,5m
Total EUA e Canadá: US$ 14,3m
Total Mundo: US$ 32m

6. Missão: Impossível – Efeito Fallout
Fim de semana: US$ 3,8m
Total EUA e Canadá: US$ 212,1m
Total Mundo: US$ 726,6m

7. Christopher Robin
Fim de semana: US$ 3,1m
Total EUA e Canadá: US$ 91,7m
Total Mundo: US$ 142,9m

8. Operation Finale
Fim de semana: US$ 3m
Total EUA e Canadá: US$ 14,1m
Total Mundo: US$ 14,1m

9. Alfa
Fim de semana: US$ 2,5m
Total EUA e Canadá: US$ 32,4m
Total Mundo: US$ 59,9m

10. Infiltrado na Klan
Fim de semana: US$ 1,5m
Total EUA e Canadá: US$ 43,4m
Total Mundo: US$ 65,5m



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings