Superman e Lois Lane participarão do crossover de The Flash, Arrow e Supergirl



O crossover deste ano de “The Flash”, “Arrow” e “Supergirl” será um evento com super-heróis de peso. Além de introduzir a nova heroína Batwoman, que será interpretada por Ruby Rose (“Megatubarão”) numa série própria posterior, a trama terá participação de mais dois personagens célebres dos quadrinhos da DC Comics: Superman e Lois Lane.

Superman será novamente interpretado por Tyler Hoechlin (da série “Teen Wolf”), que já apareceu como o herói e seu alter-ego Clark Kent durante alguns episódios de “Supergirl”. Já Lois Lane fará sua estreia no Arrowverse – como as séries interligadas a “Arrow” (a primeira) são chamadas.

Por coincidência, duas ex-intérpretes de Lois Lane já aparecem em “Supergirl”. Teri Hatcher (de “Lois & Clark – As Novas Aventuras do Superman”) viveu Rhea, mãe de Mon-El (Chris Wood), na 2ª temporada, e Erica Durance (de “Smallville”) interpretou Alura Zor-El, mãe de Supergirl (Melissa Benoist), na 3ª temporada.

Mas a presença de Lois é referenciada desde a estreia da atração. Vale lembrar que a irmã de Lois, Lucy Lane, foi uma personagem fixa da 1ª temporada de “Supergirl”, vivida por Jenna Dewan (“Witches of East End”), enquanto o pai das duas, o General Sam Lane, teve participação recorrente, interpretado por Glenn Morshower (série “24 Horas”).



A Berlanti Productions, produtora de Greg Berlanti, ainda não escalou uma atriz para interpretar Lois.

“Não poderíamos estar mais animados em introduzir Lois no nosso universo. Essa repórter corajosa e determinada fará um par formidável com o nosso Superman, e uma adição maravilhosa ao nosso grupo de personagens”, comentaram os produtores Jessica Queller e Robert Rovner, de “Supergirl”, em comunicado oficial.

Dividido em três episódios, o crossover irá ao ar nos EUA entre os dias 9 de 11 de dezembro, sendo que a série “Supergirl” responderá pelo desfecho da história. No Brasil, os três programas são exibidos pelo canal pago Warner.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings