Criadora de Jessica Jones troca Netflix/Marvel por contrato para criar séries para a Warner/DC Comics


A roteirista e produtora Melissa Rosenberg, que escreveu os filmes da franquia “Crepúsculo” e criou a série “Jessica Jones”, assinou um contrato milionário com a WBTV (Warner Bros. Television) para desenvolver novas séries exclusivas.

Segundo o site The Hollywood Reporter, a Netflix tentou cobrir a oferta e fazer com que ela ficasse no serviço de streaming, mas Rosenberg se disse “pronta para tentar algo novo”.

O contrato com a Warner representa uma volta ao estúdio onde ela trabalhou em sua primeira série de super-heróis, “Birds of Prey” (mal-traduzida no Brasil como “Mulher-Gato”). Rosenberg também escreveu e produziu “The O.C.” para a WBTV. Estaria ela, também, trocando a Marvel (Jessica Jones) pela DC Comics?

Este é o primeiro revés criativo da Netflix, que nos últimos meses vinha tirando produtores de outros estúdios com contratos de exclusividade. E acontece quando a Warner intensifica sua presença no streaming, com o projeto de uma plataforma exclusiva para adaptações de seus quadrinhos, a DC Universe, além de ser a primeira negociação com um produtor de conteúdo da Warner Media, que é a nova denominação da empresa-mãe, após a aquisição da Time Warner pela companhia de comunicação AT&T.



Rosenberg desenvolverá novos projetos para a Warner assim que finalizar a 3ª temporada de “Jessica Jones”, atualmente em produção pela Netflix. A data de estreia da série da super-heroína vivida por Krysten Ritter ainda não foi definida pelo serviço de streaming.

Caso “Jessica Jones” seja renovada para uma 4ª temporada, a produção seguirá com um novo showrunner, mantendo os créditos de Rosenberg como criadora e produtora executiva, mas sem seu envolvimento nas decisões criativas da série.

“‘Jessica Jones’ continua sendo o pico da minha carreira até aqui”, disse Rosenberg em comunicado sobre a negociação. “Sinto-me extraordinariamente grata aos espectadores que acompanharam a jornada de Jessica, lindamente realizada por Krysten Ritter e o nosso talentoso elenco […]. Estou animada para trabalhar, após essa próxima temporada, em novos projetos com a Warner Television”.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings