Diretor de Drive divulga primeira imagem de sua série criminal



O cineasta dinamarquês Nicolas Winding Refn, responsável por “Drive” (2011) e “Demônio de Neon” (2016), divulgou a primeira foto de “Too Old To Die Young”, minissérie que ele está desenvolvendo para a plataforma Amazon Prime, em parceria com o roteirista de quadrinhos Ed Brubaker. Ao lado da foto, ele escreveu apenas que “uma imagem vale mais que mil palavras”.

As gravações começaram na semana passada e, segundo a descrição oficial, a série vai “explorar os subterrâneos criminais de Los Angeles, ao seguir as jornadas existenciais dos personagens, enquanto se transformam de assassinos em samurais na cidade dos anjos”.

A descrição do projeto indica que ele terá o tom da trilogia “Pusher” de Refn. Com 10 episódios, a trama vai acompanhar um policial em luto que se torna amigo do assassino de seu parceiro.

O elenco é de cinema. Inclui Miles Teller (“Whiplash”), John Hawkes (“Três Anúncios para um Crime”), Nell Tiger Free (série “Game of Thrones”), Callie Hernandez (“Alien: Covenant”), Jena Malone (“Jogos Vorazes: Em Chamas”), Cristina Rodlo (série “2091”), Babs Olusanmokun (minissérie “Raízes/Roots”) e William Baldwin (série “Gossip Girl”).


Todos os episódios serão dirigidos por Refn, que também assina a trama em parceria com Brubaker.

O roteirista é mais conhecido pelos leitores da Marvel como o criador do Soldado Invernal – por conta disso, fez uma figuração no filme “Capitão América: O Soldado Invernal” (2014). Ele também escreveu um dos episódios da série “Westworld” e atualmente desenvolve a adaptação de seus quadrinhos “Kill or Be Killed” com o diretor Chad Stahelski (franquia “John Wick”) e o remake do terror “Maniac Cop”, clássico do subgênero slasher dos anos 1980, novamente com Refn.

Por sua vez, o diretor ainda prepara “The Avenging Silence”, um thriller de ação dos roteiristas da franquia “007”, Neal Purvis e Robert Wade (que assinaram os últimos seis filmes de James Bond).



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings