Séries de super-heróis da DC Comics ganham banners de suas novas temporadas

Séries de super-heróis da DC Comics ganham banners de suas novas temporadas

 

A rede The CW divulgou os banners das novas temporadas de suas cinco séries de super-heróis da DC Comics, todas produzidas por Greg Berlanti.

A mais velha, “Arrow”, vai para sua 7ª temporada. “The Flash” chega à 5ª temporada. “Supergirl” e “Legends of Tomorrow” atingem a 4ª temporada. E a caçula, “Black Lightning”, retorna em sua 2ª temporada.

A arte mais chamativa é de “Legends of Tomorrow”, que mostra a estreia de Constantine (Matt Ryan) no elenco fixo das lendas, ao mesmo tempo em que esquece Kid Flash (Keiynan Lonsdale), lançando dúvidas sobre a continuidade do herói na equipe.

Esta não é a única mudança que os heróis encontrarão ao voltarem à TV. As séries foram agendadas para dias e horários diferentes de suas exibições tradicionais. A maior mudança será enfrentada por “Supergirl”, que ganhou a responsabilidade de inaugurar a programação dominical da rede – numa dobradinha com a estreante “Charmed”.

The CW nunca teve tradição de exibir séries aos domingos. Lançada em 2007, com a fusão das redes UPN (canal da Paramount) e WB (Warner), a CW só ocupou os domingos em seu primeiro ano, para manter em seu horário habitual o final da série “Sétimo Céu”. E até arriscou a experimentar em seu lugar “Life Is Wild”, que foi cancelada na 1ª temporada, em fevereiro de 2008. Desde então, passou a deixar que as emissoras afiliadas preenchessem o horário com noticiários, infomerciais ou com o que considerassem melhor.

Isto vai mudar a partir a partir da próxima temporada, com a inclusão de um novo bloco de séries aos domingos.

Os super-heróis retornam em seus novos horários durante a temporada de outono, entre setembro e novembro nos Estados Unidos. No Brasil, quatro séries são exibidas no canal pago CW e “Black Lightning” pela Netflix (como “Raio Negro”).

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna