Twitter/Johnny Depp

Páginas do processo entre Johnny Depp e Amber Heard revelam que ela perdeu fortuna no divórcio

Mais de 6 mil páginas de documentos judiciais usados ​​no julgamento por difamação entre Johnny Depp e Amber Heard foram reveladas pela imprensa dos EUA. E entre as informações trazidas à luz estão a declaração de que a atriz perdeu pelo menos US$ 16,5 milhões a que teria direito apenas da divisão de lucros de “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar” (2017).

Pela lei da Califórnia, ela tinha direito a metade dos ganhos de Depp durante o casamento. Estima-se que ele faturou US$ 33 milhões no quinto “Piratas do Caribe”.

Segundo informam os documentos obtidos pelo site Daily Beast, Heard abriu mão desta fortuna e mais a metade de todos os bens do casal por não querer arrastar seu divórcio. Depp ficou com tudo e ainda arrastou a atriz ao tribunal do mesmo jeito.

Pelo acordo de divórcio, a atriz recebeu apenas US$ 7 milhões que prometeu doar. Como Depp começou a processá-la, ela interrompeu a doação para pagar os custos de sua defesa. Mesmo assim, foi acusada de interesseira em postagens misóginas das redes sociais estimuladas pelas ações do ator.

As perdas, porém, não acabaram com o divórcio. A equipe de Heard alega nos documentos que a atriz sofreu prejuízos financeiros na faixa dos “US$ 47-50 milhões” ao longo de um “período de 3-5 anos” por causa das declarações difamatórias de Depp contra ela, fazendo seu salário se desvalorizar e prejudicando o fechamento de novos contratos.

Para agravar sua situação financeira, o veredito do julgamento, encerrado em 1º de junho, condenou Heard a pagar US$ 10,35 milhões em danos a Depp (US$ 10 milhões em danos compensatórios e US$ 350 mil em danos punitivos) por um artigo de opinião publicado no jornal Washington Post em 2018, em que ela se disse sobrevivente de violência doméstica. Embora o júri no veredicto tenha ficado mais do lado de Depp, ainda decidiu que o ator difamou sua ex-esposa ao lutar contra suas acusações. O júri concedeu a Heard US$ 2 milhões em danos compensatórios – na prática, apenas diminuiu um pouco o débito da atriz, que caiu para US$ 8,35 milhões.

Heard entrou com um recurso de apelação da sentença em julho.