Instagram/Emilia Clarke

Emilia Clarke perdeu parte do cérebro e diz ter sorte de poder falar

A atriz Emilia Clarke, que há três anos revelou ter sofrido dois aneurismas entre 2011 e 2013, disse no domingo (18/7), no programa “Sunday Morning” da BBC, que perdeu parte do cérebro e teve sorte por continuar viva e conseguir falar.

Na entrevista, a estrela de “Game of Thrones” declarou que uma parte do seu cérebro “não existe mais” e descreveu o que passou como excruciante. “Foram as dores mais excruciantes, vômitos enormes, luta para ficar consciente. Ficava dizendo as falas minhas da série (‘Game of Thrones’) na cabeça [pra ajudar]. Se você está vomitando e tem dor de cabeça, isso não é bom para o seu cérebro. Eu tinha 22 anos [quando teve o primeiro aneurisma], mas foi útil ter ‘Game of Thrones’ para me concentrar e me dar esse propósito”, declarou

Já recuperada, Clarke admitiu que os aneurismas afetaram sua vida de forma permanente. “Tem uma quantidade de meu cérebro que não é mais utilizável, e é notável que eu seja capaz de falar, às vezes de forma articulada, e viver minha vida completamente normal, sem nenhuma consequência. Estou na minoria muito, muito, muito pequena de pessoas que puderam sobreviver a isso”, disse.

Ela diz que tem vontade de rir sempre que lembra que lhe falta parte do cérebro. “Porque isso meio que mostra como realmente usamos pouco os nossos cérebros”, explica.

No ano em que revelou seus problemas de saúde, a estrela também fundou a instituição de caridade SameYou para pessoas que sofreram lesões cerebrais, assim como ela, para ajudar na recuperação emocional e mental de sobreviventes de anorexia e derrames.

Em 2020, ela recebeu o prêmio de Liderança Pública em Neurologia da Fundação do Cérebro dos EUA (American Brain Foundation), por seus esforços na conscientização sobre neurorreabilitação.