Instagram/Comic-Con Internacional

Comic-Con começa de forma híbrida: com astros em telões e fãs em filas

Conhecida por suas surpresas de última hora, a Comic-Con Internacional acabou pegando desprevenidas as cerca de 135 mil pessoas que voaram para San Diego de vários países para passar por horas de filas, visando conseguir testes de covid-19 e ver suas estrelas favoritas nos painéis do evento. É que a primeira Comic-Con presencial em três anos é 100% presencial apenas para o público. Várias estrelas estão participando de forma remota, via videochamadas projetadas em telões diante das plateias espremidas no local.

Dois dos primeiros painéis que abriram o evento nesta quinta (21/7), dedicados às séries “The Rookie”, “The Rookie: Feds” e “Abbott Elementary” da rede americana ABC, tiveram moderadores no local, mas nenhum ator apareceu pessoalmente, participando via satélite. A justificativa, neste caso, foi de que eles não poderiam viajar porque estão trabalhando atualmente nas novas temporadas das produções.

Em compensação, um painel sobre representatividade da comunidade deficiente teve presença de astros ao vivo, inclusive com Lauren Ridloff, de “The Walking Dead”, e Alaqua Cox, que deve participar também do painel de sábado (23/7) da Marvel para uma prévia de sua série “Eco” (Echo). O veterano ator William Shatner, o eterno Capitão Kirk, também posou para fotos, ao passear entre os fãs e curiosos do evento.

Além disso, o astro mais aguardado da Comic-Con 2022, Dwayne “The Rock” Johnson, estaria confirmado pessoalmente no grande painel da Warner Bros sobre os filmes da DC Comics, marcado para o sábado. “Quando Dwayne se compromete com algo, ele faz grande”, disse ao site Deadline uma fonte que garantiu a presença da estrela de ação.

A combinação de telões e participações ao vivo era inesperada. Mas não apenas isso. Entrar no Centro de Convenções de San Diego tem sido quase como lidar com uma crise humanitária.

Muitos fãs têm chegado fantasiados ao local, como sempre fizeram, apenas para descobrir que deveriam ter passado antes num dos vários hotéis credenciados para realizar testes de covid e obter sua pulseira de verificação antes de poder pisar no Centro de Convenções de San Diego.

Um participante disse ao Deadline que, para obter uma pulseira de verificação, “há filas espalhadas ao longo de várias ruas” diante de cada hotel.