Instagram/Golden Globes

Chris Evans se junta a Emily Blunt em superprodução da Netflix

O astro Chris Evans (o Capitão América da Marvel) entrou no elenco de “Pain Hustlers”, juntando-se a Emily Blunt (“Jungle Cruise”) na produção da Netflix.

O projeto foi apresentado durante o mercado de cinema do Festival de Cannes deste ano, onde teve sua trama comparada à “Trapaça” (2013), “O Lobo de Wall Street” (2013) e “A Grande Aposta” (2015). Os três filmes têm em comum tramas de golpes financeiros, contadas em tom de humor ácido por grandes cineastas.

A sinopse explica que “Pain Hustlers” gira em torno de Liza (Blunt), uma mulher em busca de uma vida confortável para sua filha, que começa a trabalhar para uma pequena startup farmacêutica na Flórida, nos Estados Unidos. Tanto ela quanto a empresa começam a crescer e Liza, enfim, entra para a alta sociedade. Acontece que, após enriquecer, ela percebe que foi envolvida em uma conspiração que pode ser fatal.

O roteiro é de Wells Tower, que estreia no cinema, mas já foi considerado um dos escritores mais promissores de sua geração pela revista literária The New Yorker. E a direção está a cargo de David Yates, num raro projeto fora da franquia de “Harry Potter” após sete filmes passados no universo da escritora J.K. Rowling – entre o último “Harry Potter” e o primeiro “Animais Fantásticos”, ele ainda fez “A Lenda de Tarzan” (2016).

Após ter seus direitos adquiridos por mais de US$ 50 milhões pela Netflix, a produção do longa deve começar em agosto e ainda não há previsão de estreia.