Divulgação/Netflix

Andrew Garfield vai viver dono bilionário da Virgin em minissérie

Indicado ao Emmy pela minissérie “Em Nome do Céu”, o ator Andrew Garfield já prepara uma nova incursão no gênero. Na nova produção, ele dará vida ao bilionário Richard Branson, um dos homens mais ricos do mundo e fundador do grupo Virgin.

O grupo Virgin começou como gravadora de rock em 1972 e hoje envia até foguetes ao espaço, controlando mais de 400 empresas em todo o mundo.

Intitulada “Hot Air”, a produção vai se passar no momento em que a carreira de Branson levantou voo – literalmente – e enfrentou resistência da “companhia aérea favorita do mundo”, British Airways, ameaçada pelo sucesso da nova empresa de aviação Virgin Atlantic.

A empresa de Branson foi lançada em 1984 e começou a dominar a aviação comercial britânica em 1990. Para enfrentar o crescimento vertiginoso da concorrente, a British Airways lançou uma campanha de baixo nível contra a Virgin, num jogo muito sujo de bastidores. Primeiro, infiltrando espiões que se passavam por funcionários da Virgin para roubar registros de passageiros e desviá-los para a outra própria empresa. Depois que Branson reclamou com a Comissão Européia sobre essas táticas antiéticas, a British Airways escalou a briga com uma campanha de imprensa negativa (e falsa) contra Branson. Ele processou a companhia rival e recebeu uma fortuna da tradicional companhia aérea, que buscou um acordo financeiro para evitar que o caso fosse a julgamento.

A trama é baseada no livro “Dirty Tricks”, do jornalista investigativo Martyn Gregory, e terá seis episódios escritos por Jon Croker, roteirista de “Paddington 2”. Já a direção estará a cargo de David Leicht (“Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw”).

Em fase de “empacotamento” para o mercado, a produção é da Universal e foi anunciada oficialmente nesta sexta (15/7) com o objetivo de abrir negociações com interessados em exibi-la.