Divulgação/AMPAS

Academia volta a exigir que filmes do Oscar estreiem no cinema

Após dois anos de exceção, devido à pandemia, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA voltou a exigir nesta quarta (18/5) que filmes interessados em concorrer ao Oscar estreiem no cinema. Com isso, produções lançadas apenas em streaming não poderão mais se qualificar para os prêmios.

Isto não impede que produções das plataformas cheguem ao Oscar, já que basta a exibição por uma semana num cinema de Los Angeles, Nova York, Chicago, San Francisco, Miami ou Atlanta, entre 1º de janeiro de 2022 e 31 de dezembro de 2022, para que qualquer título seja considerado apto a participar da disputa por indicações.

A Academia também alterou algumas regras da competição. Entre elas, proibiu que um mesmo filme envie mais de três músicas para disputar a categoria de Melhor Canção Original. Renomeou ainda a categoria de Melhor Documentário para Melhor Documentário em Longa-Metragem. E emitiu várias diretrizes específicas para a disponibilização de filmes online para seus membros.

Para completar, foram revelados os prazos finais de inscrição para os filmes interessados em disputar o Oscar 2023.

Longa-Metragem Documental – 3 de Outubro de 2022
Longa-Metragem Internacional – 3 de Outubro de 2022
Curta-Metragem de Animação – 14 de Outubro de 2022
Curta-Metragem Documental – 14 de Outubro de 2022
Curta-Metragem Live-Action – 14 de Outubro,
Trilha Sonora – 1 de novembro de 2022
Canção Original – 1 de novembro de 2022
Longa-Metragem de Animação – 15 de novembro de 2022
Categorias Gerais – 15 de novembro de 2022