Divulgação/Globo

Linn da Quebrada revela mágoa com as amigas ao final do “BBB”

Nem tudo foi alegria no especial “BBB Dia 101”. Linn da Quebrada revelou que ficou magoada ao rever sua última discussão com as comadres no programa, além de ter externado um sentimento de rejeição que vinha engolindo no jogo, relativo ao grupo Disney.

Ela fez seu desabafo diretamente a Tadeu Schmidt, num momento em que ele reuniu as comadres na xepa. Perguntada porque elas queriam se aproximar dos membros do quarto lollipop, mesmo sempre sendo alvo dos rivais dentro do jogo, e não dos meninos do grunge, Lina respondeu de forma pesarosa.

“Tinham coisas na configuração, no modo como os meninos se protegiam, e eu percebia que quando havia o interesse deles de agregar [a gente], eles tinham o interesse de agregar a Jessi e a Natália e nunca falavam em me trazer. Então eu não queria necessariamente ser do lollipop, mas eu sentia que talvez a gente pudesse agregar forças e construir uma outra rotação pro jogo”, desabafou a artista.

Perguntada como as coisas estavam agora, ela admitiu: “Tem uma mágoa, tem uma mágoa. Eu fiquei. Porque uma das únicas coisas que eu assisti foi a nossa última discussão aqui na cozinha e eu me vi naquela cena e mexeu muito comigo. Eu fiquei me sentindo muito mal por perceber como eu estava na nossa relação. Foi muito conturbado”, completou.

Neste ponto, Natália Deodato tomou a palavra. “Tudo aqui dentro foi muito conturbado. Eu acredito que aqui me gerou uma necessidade muito grande de ser aceita. Eu não achei que ia ter essa necessidade dentro da casa. Eu entrei aqui e só queria que as pessoas gostassem de mim, porque eu não era uma pessoa ruim. Eu vi que as pessoas estavam se afastando e eu comecei a me sentir mal com isso. Talvez me tornando um pouco ruim, mas não para as pessoas, para mim. Porque o atrito não é com as pessoas, é aqui dentro”.

Ela continuou, trazendo a questão para o que Lina estava falando. “Não é sobre a nossa relação, é sobre mim. É comigo, é a forma que eu, infelizmente, tive para reagir naquele momento. É coisa que a gente vai (resolver) com o tempo, e talvez nem o tempo”, declarou.

Então, Lina expôs como se sentiu ao ver as imagens da briga na cozinha. “Eu fico me cobrando. ‘Por que eu não respondi?’. Eu não estava mais conseguindo ter forças, estava muito fragilizada”, afirmou.