Divulgação/BBC America

“Killing Eve” pode ganhar spin-off

A série “Killing Eve” se encerra no próximo domingo (10/3) nos Estados Unidos e Reino Unido, com a exibição do último capítulo de sua 4ª e derradeira temporada.

Mas o jornal britânico The Sun garante que não será a última vez que os fãs verão uma das personagens da atração. Segundo a publicação, o conglomerado televisivo americano AMC está desenvolvendo um spin-off centrado na juventude de Carolyn Martens, interpretada por Fiona Shaw na série premiada.

O projeto ainda estaria em fase inicial de desenvolvimento e, apesar da notícia, não foi confirmado oficialmente.

Mas o The Sun garante ter confirmado com uma fonte da produção, que teria, inclusive, explicado a opção por Carolyn: “Os criadores poderiam escolher Villanelle [Jodie Comer] ou Eve [Sandra Oh] para um spin-off. Mas Carolyn é quem permite a abordagem mais diferente.”

Carolyn está presente desde o começo o começo de “Killing Eve”, como a chefe de uma divisão do MI6, o serviço de inteligência britânico. Na trama, ela coloca a agente Eve Polastri (Sandra) à frente de uma operação clandestina, que tem como objetivo capturar a assassina profissional Villanelle (Jodie), que estaria eliminando alvos importantes para um grupo secreto com interesses em geopolítica mundial.

Os episódios da atual temporada chegaram a mostrar cenas de flashback da juventude de Carolyn, interpretada em sua versão mais jovem por Imogen Daines. A série mostrou que, no final dos anos 1970, ela atuou como agente infiltrada em Berlim (Alemanha) e, na década seguinte, em Moscou (Rússia). O spin-off pode ter essa fase da Guerra Fria como premissa.

“Killing Eve” é exibida no Brasil pela plataforma Globoplay, que ainda não disponibilizou nem anunciou previsão de estreia da 4ª temporada.