Divulgação/Netflix

Chacina da Candelária vai virar série da Netflix

A Netflix anunciou nesta quarta-feira (27) a produção de uma minissérie sobre a Chacina da Candelária. A novidade foi anunciada nas redes sociais.

O crime conhecido como Chacina da Candelária aconteceu na noite de 23 de julho de 1993, pouco antes da meia-noite, quando um táxi e um Chevette com placas cobertas pararam em frente à Igreja da Candelária, no Rio de Janeiro, para seus ocupantes atirarem contra dezenas de pessoas, a maioria adolescentes, que estavam dormindo na região. Oito pessoas morreram, incluindo crianças, e as investigações descobriram que os autores dos disparos eram milicianos.

Ainda sem título, a produção terá como showrunner o cineasta Luis Lomenha (“Luto como Mãe”), que passou os dois últimos anos trabalhando na produção.

A trama vai acompanhar as 36 horas que antecedem a tragédia pelo ponto de vista de quatro crianças. Oriundos de lares desestruturados, esses jovens encontram nas ruas do Rio de Janeiro, e na companhia mútua, uma forma de tocar a vida e, quem sabe, alcançar seus sonhos e viver aventuras – até terem seus futuros interrompidos por uma chacina de repercussão mundial.

“A infância é sinônimo de esperança. É o hoje, o amanhã e o depois. Uma sociedade que se silencia diante da morte de crianças pretas é um agrupamento de desumanos, um sodalício que precisa de um novo começo”, afirmou Lomenha em comunicado da plataforma sobre a produção.

Para desenvolver o projeto, Lomenha reuniu alguns dos sobreviventes com os roteiristas Renata Di Carmo, João Santos, Luh Maza, Dodo Azevedo e Igor Verde.

O detalhe é que, em vez de uma narrativa dramática do evento trágico – como o filme “Fruitvale Station: A Última Parada” – , o roteiro pretende misturar elementos oníricos entra as cenas de drama e ação.

Com início das gravações em 2022, a minissérie terá quatro episódios e protagonistas interpretados por jovens negros, que ainda não atuaram no mercado do audiovisual, selecionados após cinco meses de parceria com diversos grupos artísticos da periferia do Rio de Janeiro. Além disso, cada episódio também contará com participações especiais de nomes renomados do entretenimento brasileiro, ainda não revelados.