Divulgação/20th Century Studios

Confira os 10 melhores filmes em streaming da semana

A programação de estreias digitais da semana tem musical candidato ao Oscar, suspenses envolventes, fantasia sobrenatural, anime de encher os olhos e muitos dramas internacionais premiados.

Confira abaixo os 10 melhores títulos que chegam ao streaming, seus principais detalhes e os respectivos trailers.

 

AMOR, SUBLIME AMOR | DISNEY+

O musical de Steven Spielberg está indicado a sete Oscars, incluindo Melhor Filme e Direção. Não vai, portanto, bater o recorde de prêmios da primeira versão cinematográfica do espetáculo da Broadway “West Side Story”, que ganhou 10 Oscars quando foi levado às telas em 1961. Mas não fez feio. Ao contrário.

Elogiadíssima, com 96% de aprovação no Rotten Tomatoes, a nova adaptação ainda revelou novas estrelas: a estreante Rachel Zegler, que aos 17 anos superou mais de 30 mil candidatas em testes para o papel de Maria, formando o par central deste “Romeu e Julieta” latino com Ansel Elgort (“Em Ritmo de Fuga”), e Ariana DeBose (“A Festa de Formatura”), primeira atriz LGBTQIA+ indicada ao Oscar em papel coadjuvante.

“Amor, Sublime Amor” é uma versão contemporânea de “Romeu e Julieta” passada na Nova York do final dos anos 1950. Além de locação e época, a trama acrescenta à tragédia shakespeariana de amor proibido elementos de delinquência juvenil, preconceito racial e muita música e dança. E a versão de Spielberg aproveita mais o contexto social que a adaptação anterior, que muitos consideram o melhor musical de todos os tempos.

 

MEU FILHO | AMAZON PRIME VIDEO

A trama gira em torno do desespero de James McAvoy (“X-Men: Apocalipse”) quando seu único filho desaparece e ele parte em busca de respostas. O elenco também destaca Claire Foy (“The Crown”) como a ex-mulher do protagonista. Mas o que chama atenção neste suspense é sua proposta curiosa de encenação. O ator principal atuou o tempo inteiro sem roteiro nem dicas sobre como a história se desenvolveria. Ele foi mantido no escuro sobre o desenrolar da trama, enquanto os demais atores interpretaram as cenas na expectativa de sua reação a cada reviravolta.

Importante apontar que a ideia não é nova. O mesmo diretor, Christian Carion, já tinha filmado premissa igual em francês, fazendo Guillaume Canet (“Rock’n Roll: Por Trás da Fama”) improvisar seu papel. Tanto o filme de 2019 quando o remake em inglês tem o mesmo título, mas resultam em cenas completamente distintas por conta dos improvisos de cada ator.

 

SEGREDOS DO PASSADO | VOD*

Eric Bana (o primeiro Hulk do cinema) vive um agente federal de volta à sua cidade natal para assistir ao funeral trágico de um amigo de infância, que teria assassinado sua esposa e filho antes de tirar a própria vida. Mas quando decide investigar o caso, começa a suspeitar que a morte do amigo poderia estar ligada à morte de um adolescente ocorrida há uma década. Assim, o que começa como um drama vira aos poucos um mistério criminal.

O desenvolvimento envolvente e cheio de reviravoltas do cineasta australiano Robert Connolly (“Underground: A História De Julian Assange”) engajou a crítica internacional, levando o filme a receber 90% de aprovação no Rotten Tomatoes.

 

UMA MULHER CONTRA UM PAÍS | NOW, VIVO PLAY, VOD*

Baseado no romance de Elsa Joubert, que é considerado um dos melhores livros de ficção africanos do século 20, o drama de época narra a história real de uma mulher comum em circunstâncias extraordinárias: Poppie Nongena, uma mãe e trabalhadora doméstica, que tenta desesperadamente manter sua família unida, enfrentando as leis racistas e desumanas do governo da África do Sul de 1970, em pleno apartheid.

Venceu 14 prêmios internacionais.

 

YALDA – UMA NOITE DE PERDÃO | NOW, VIVO PLAY, VOD*

A história totalmente surreal, mas baseada em fatos reais, acompanha uma jovem condenada à morte por assassinar o marido que tem uma chance inusitada de comutar sua sentença, bastando para isso conseguir o perdão de sua enteada num reality show da TV iraniana!

O filme do cineasta iraniano Massoud Bakhshi foi o grande vencedor internacional do Festival de Sundance em 2020, venceu o troféu de Melhor Roteiro no Festival de Sofia e deixou a crítica de quatro, com 90% de aprovação no Rotten Tomatoes.

 

PARA IZZY | FILMICCA

As vidas de uma jovem viciada e sua mãe mudam para sempre quando um pai viúvo e sua filha adulta com autismo se mudam para a casa ao lado. Não bastasse a abordagem de dois temas difíceis, que raramente se juntam num mesmo filme, o diretor Alex Chu (“Yes, And…”) ainda sobrepõe ao drama os conflitos de duas gerações de sino-americanos.

A produção indie venceu 11 prêmios num circuito de festivais asiático-americanos e do cinema independente dos EUA.

 

MAMÃE, MAMÃE, MAMÃE | FILMICCA

Obra poética sobre o luto e a iniciação de uma adolescente, o filme de estreia da cineasta argentina Sol Berruezo Pichon-Riviére, de apenas 24 anos, acompanha uma órfã pré-adolescente que sofre a perda da irmã e se vê em um mundo sem adultos, vivendo com suas primas num universo feminino de viés impressionista. O equilíbrio entre a sombra da morte e a inocência do final da infância rendem um trabalho impactante, que foi exibido em alguns dos mais importantes festivais de cinema do mundo, vencendo a Menção Especial do Júri na Mostra Generation do Festival de Berlim.

Um detalhe importante é que o filme não tem homens e toda a equipe de bastidores foi formada apenas por mulheres, da direção de fotografia à edição.

 

SANCTORUM | NOW

A violência extrema dos cartéis do tráfico ganha uma abordagem de terror, num contexto do realismo mágico latino-americano, em que a natureza decide ajustar contas com a humanidade.

No filme de Joshua Gil (“Maldade”), um garotinho de um pequeno vilarejo, cercado pelo conflito entre militares e os cartéis, escapa para a floresta para implorar aos deuses da natureza pelo retorno seguro de sua mãe desaparecida, sem saber que ela foi assassinada. Tremendo de medo, ele vê a fúria desses deuses irromper descontrolada em direção às facções em guerra, com raios, trovões e outros sinais apocalípticos. O resultado venceu três prêmios em festivais internacionais.

 

RODA DO DESTINO| NOW

Premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim do ano passado, o filme de Ryûsuke Hamaguchi (“Asako I & II”) acompanha três casais em histórias paralelas de romance. As situações incluem um inesperado triângulo amoroso, uma armadilha de sedução que dá errado e um encontro resultante de um mal-entendido, que conduzem a escolhas e arrependimentos.

Hamaguchi terminou o ano em alta devido a outro drama lançado em 2021, “Drive My Car”, considerado favorito para o Oscar 2022 de Melhor Filme Internacional.

 

BELLE | NOW, VIVO PLAY, VOD*

Versão futurista da fábula de “A Bela e a Fera”, “Belle” também é uma parábola crítica sobre as farsas da internet e os perigos das redes sociais. A trama gira em torno de uma cantora virtual chamada Belle, que tem sua turnê interrompida no metaverso pela viralização de uma criatura batizada pela mídia de a Fera. Nada, porém, é o que parece, já que Belle é o avatar de uma adolescente “caipira” e pouco popular chamada Suzu, e a criatura misteriosa que surge em seu caminho não é realmente uma ameaça, mas uma vítima de bullying digital e cancelamento.

O anime é assinado por Mamoru Hosoda, responsável por “Mirai”, filme indicado ao Oscar de Melhor Animação em 2019 e diretor de obras cultuadas como “Crianças Lobo” (2012), “Guerras de Verão” (2009) e “A Garota que Conquistou o Tempo” (2006).

 

* Os lançamentos em VOD (video on demand) podem ser alugados individualmente nas plataformas Apple TV, Google Play, Looke, Microsoft Store e YouTube, entre outras, sem necessidade de assinatura mensal.