Divulgação/Sony

Ivan Reitman (1946–2022)

O diretor Ivan Reitman, que filmou “Os Caça-Fantasmas” e várias comédias famosas dos anos 1980, morreu enquanto dormia no sábado (12/2), aos 75 anos.

“Nossa família está de luto pela perda inesperada de um marido, pai e avô que nos ensinou a sempre buscar a magia da vida”, disseram os filhos Jason Reitman, Catherine Reitman e Caroline Reitman em um comunicado conjunto. “Nós encontramos conforto ao saber que seu trabalho como cineasta trouxe risos e felicidade para inúmeras outras pessoas ao redor do mundo. Enquanto lamentamos em particular, esperamos que aqueles que o conheceram através de seus filmes se lembrem dele sempre”.

O cineasta nasceu na Tchecoslováquia em 27 de outubro de 1946, mas sua família se mudou para o Canadá quando ele tinha 4 anos. Quando estava na faculdade, começou a fazer filmes independentes, estreando na direção com as comédias “Foxy Lady” (1973) e “Cannibal Girls” (1973).

O segundo longa – um terrir – rendeu o prêmio de Melhor Ator para o então jovem Eugene Levy (o pai de “American Pie”) no Festival de Sitges, um dos principais eventos mundiais de terror, e acabou aproximando Reitman de um mestre do gênero, David Cronenberg.

Reitman produziu os primeiros lançamentos comerciais de Cronenberg, os terrores cultuados “Calafrios” (1975) e “Enraivecida na Fúria do Sexo” (1977).

Ele alcançou ainda mais projeção em 1978, quando produziu a comédia clássica “O Clube dos Cafajestes”. O sucesso desse filme lhe permitiu ingressar no cinema comercial, estreando como diretor de grande estúdio com “Almôndegas” (1979), a primeira de quatro parcerias com o ator Bill Murray.

Os dois voltaram a trabalhar juntos em “Recrutas da Pesada” (1981) e no megasucesso “Os Caça-Fantasmas” (1984), segunda maior bilheteria do ano, que ganhou uma sequência novamente dirigida por Reitman em 1989 – além de virar franquia com derivados animados, um remake feminino e um reboot recente, todos produzidos por ele.

Embalado pelos estouro da comédia de terror, Reitman decidiu explorar a comédia de suspense com “Perigosamente Juntos” (1986). Foi outro sucesso, seguido pelo começo de uma nova parceria bem-sucedida com Arnold Schwarzenegger. O diretor transformou o astro de ação em comediante com os blockbusters “Irmãos Gêmeos” (1988), “Um Tira no Jardim de Infância” (1990) e “Júnior” (1994).

A comédia de aventura “Seis Dias, Sete Noites” (1998) foi um divisor em sua carreira. O filme enfrentou um preconceito agora datado por trazer Harrison Ford e Anne Heche como um casal que lutava para sobreviver na natureza após um acidente aéreo. A mídia teve grande dificuldade em aceitar Heche como par de Ford, logo após a atriz assumir seu namoro com Helen DeGeneres.

Seus filmes seguintes não voltaram a replicar as bilheterias do passado e se tornaram cada vez mais raros. Foram só quatro títulos nas décadas seguintes: “Evolução” (2001), “Minha Super Ex-Namorada” (2006), “Sexo Sem Compromisso” (2011) e “A Grande Escolha” (2014), seu primeiro drama e seu último longa-metragem como diretor.

Ele seguiu fazendo sucesso como produtor, acertando a mão com “Space Jam: O Jogo do Século” (1996), “Dias Incríveis” (2003), “Eu Te Amo, Cara” (2009) e “Amor Sem Escalas” (2009), filme indicado ao Oscar que consagrou seu filho Jason Reitman como diretor, além dos dois recentes “Caça-Fantasmas” de 2016 e 2021.

Dirigido por Jason, “Ghostbusters: Mais Além” foi a última estreia que Ivan Reitman produziu. Antes de sua morte, ele também estava envolvido no longevo desenvolvimento da continuação de “Irmãos Gêmeos” e numa série baseada em “Recrutas da Pesada”.