Instagram/Melissa Benoist

Estrela de “Supergirl” será jornalista política em série da HBO Max

A atriz Melissa Benoist negocia estrelar uma nova série, após passar seis temporadas como protagonista de “Supergirl”. E se trata de uma atração do mesmo produtor, Greg Berlanti.

Além de protagonizar, ela está fechando acordo para também produzir a série, uma adaptação do livro “Chasing Hillary”, de Amy Chozick, batizada como “The Girls on the Bus”.

O livro era sobre a cobertura da campanha derrotada de Hillary Clinton para presidente. Mas a adaptação, desenvolvida por Julie Plec (“Legacies”) e a própria Chozick, gira em torno de quatro jornalistas — uma delas vivida por Benoist — que cobrem uma eleição presidencial acompanhando diferentes candidatos. Elas se cruzam, desenvolvem amizades, encontram amores e descobrem um escândalo tão grande que pode acabar com a democracia dos EUA.

“The Girls on the Bus” teve um caminho acidentado até chegar na HBO Max.

A série dramática foi originalmente concebida para a Netflix em 2019, após um leilão acirrado entre plataformas e canais. Mas a gigante do streaming desembarcou silenciosamente durante a quarentena da pandemia em 2020.

O drama tinha um compromisso de produção e estava começando a definir seu cronograma quando a pandemia começou, sendo descartado como parte das mudanças implementadas por mudanças internas na Netflix. Fontes do site The Hollywood Reporter afirmam que o pano de fundo político da série teria feito a plataforma desistir do projeto.

Ao ver a produção livre no mercado, a rede The CW pulou no negócio em setembro passado, pensando em rejuvenescer os personagens para reimaginar a série focada num público mais jovem, apesar do fato de que quase uma temporada inteira de roteiros já tinha sido escrita para a Netflix.

Mas a Warner acabou repensando o negócio no começo deste ano, mudando o rumo da produção, que voltou a virar um drama adulto para ser lançado na HBO Max.

Ainda não há previsão de estreia.