Divulgação/Governo de São Paulo

Primeira vacinada contra covid no Brasil vai participar de “Sintonia”

A enfermeira Mônica Calazans, que ficou conhecida como primeira pessoa a receber vacina contra covid-19 no Brasil, vai virar atriz aos 55 anos. Ela terá uma participação especial na 3ª temporada de “Sintonia”, produção da Netflix.

A aparição foi revelada neste sábado (1/1) pela coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo. Mas sem detalhes. “Não posso dar spoiler”, ela disse ao ser perguntada sobre seu papel.

Durante uma entrevista para o jornal, a enfermeira da UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas e do Pronto Atendimento São Mateus revelou que não sabia que seria a primeira pessoa brasileira vacinada, quando foi escolhida pelo governador João Doria para receber a dose de Coronavac que inaugurou a campanha nacional de vacinação.

Por curiosidade, ela retribui vacinando o próprio governador, quando chegou a vez dele de se imunizar.

Ela também se divertiu contando todas as vezes que soube que tinha morrido por meio de fake news negacionistas. Foram quatro.

A primeira aconteceu quando voltava para sua casa no bairro de Itaquera, na zona leste da capital paulista, quando ouviu de um motorista de aplicativo que a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Brasil não tinha resistido ao imunizante.

Na segunda, precisou mandar uma foto como prova de vida a um jornalista que, pelo mesmo motivo, estava preocupado.

A terceira morte foi em um evento, quando uma mulher começou a chorar. “Lá na minha cidade o povo pensa que você morreu”, disse a desconhecida emocionada ao vê-la viva.

Por fim, outra enfermeira lhe garantiu ter sido informada de que “a primeira vacinada no Brasil morreu”.

Bem viva, ela poderá ser vista em breve na Netflix.