Divulgação/Warner Bros. Television

Elenco de “Três É Demais” homenageia Bob Saget

O falecimento de Bob Saget, encontrado morto durante a noite de domingo (10/1) em um quarto de hotel em Orlando, pegou amigos e colegas de surpresa. Protagonista da série clássica “Três É Demais” (Full House), ele foi lembrado com carinho pelo meio artístico nesta segunda-feira (10/1), especialmente pelos colegas de sua série mais famosa.

“Eu escrevi o papel de Danny Tanner para meu amigo Bob Saget”, mencionou Jeff Franklin, criador de “Três É Demais” e “Fuller House”, em sua conta no Instagram. “O personagem era gentil, genuíno, neurótico, um pouco nerd, um homem que abraçava, tinha um coração de ouro e era carinhosamente engraçado. Mas esse era Bob. O charme e a capacidade de amor de Bob foi a razão pela qual as pessoas abraçaram Danny Tanner. Foi uma grande honra ser irmão de Bob por 42 anos. Ícone da comédia e ser humano excepcional. Seu espírito e seu trabalho viverão para sempre”.

John Stamos, que interpretou um dos melhores amigos de Saget em “Três É Demais”, não encontrou tantas palavras, dizendo-se destruído com a morte daquele que também era um de seus melhores amigos fora das telas. “Estou arrasado. Eu estou destruído. Estou em choque total. Nunca terei outro amigo como ele. Eu te amo muito Bobby”, escreveu nas redes sociais.

Dave Coulier, o outro melhor amigo do personagem de Saget em “Três É Demais”, falou ainda menos, postando uma foto de mãos dadas com o ator. “Nunca vou deixar você ir”, ele escreveu ao lado da imagem.

As gêmeas Mary-Kate e Ashley Olsen, que ficaram mundialmente conhecidas em “Três É Demais”, dividindo o papel de uma das filhas de Saget entre 1987 e 1995, emitiram um comunicado para a imprensa, onde exaltaram seu antigo “pai” televisivo: “Bob era o homem mais amável, cheio de compaixão e generoso. Estamos profundamente tristes que ele não esteja mais conosco, mas sabemos que ele continuará ao nosso lado nos guiando graciosamente, como sempre fez. Nossos pensamentos estão com suas filhas, esposa e família, e estamos mandando nossas condolências.”

A atriz Candace Cameron Bure, que viveu a filha mais velha de Saget em “Três É Demais” e repetiu o papel na sequência “Fuller House”, da Netflix, demonstrou seu choque em dois tuites. No primeiro disse não saber o que dizer: “Não tenho palavras. Bob foi um dos melhores seres humanos que conheci em toda a minha vida. Eu o amava tanto”. Em seguida, voltou a expressar a dor da perda: “Eu não quero dizer adeus”.

A filha do meio de “Três É Demais” e “Fuller House”, Jodie Sweetin manifestou-se no mesmo tom chocado: “Não há palavras suficientes para expressar o que estou sentindo hoje. Nem são grandes o suficiente para definir uma fatia de quem ele era. Uma coisa que eu sei é que nunca perdemos a chance de dizer um ao outro: “Eu te amo”. Toda vez que conversávamos… ele geralmente tinha que ter a última palavra, “Eu te amo mais…'”

Andrea Barber, que também fazia parte do elenco mirim original de “Três É Demais” e virou coprotagonista de “Fuller House”, também se emocionou com um post no Instagram: “Esta perda doeu. Ele tinha o maior coração de qualquer pessoa em Hollywood. Ele deu os maiores abraços. Estou arrasada por nunca mais ser capaz de abraçá-lo novamente. Bob terminava cada texto, cada interação com “Eu te amo”. Não importava quanto tempo estivéssemos separados. Ele amava tão profundamente e ferozmente. E ele nunca hesitou em dizer o quanto você significava para ele. Esta é a maior lição que aprendi com Bob Saget – não hesite em dizer às pessoas que você as ama. Sinto-me em paz sabendo que Bob sabia exatamente o quanto eu o adoro”.

Scott Weinger, intérprete de Steve Hale nas duas séries, o descreveu como mais que um amigo, um verdadeiro irmão.

No fim do dia, o elenco inteiro de “Três É Demais” se juntou para compartilhar um post coletivo de despedida: “Trinta e cinco anos atrás, nos reunimos como uma família de TV, mas nos tornamos uma família de verdade. E agora sofremos como uma família. Bob nos fez rir até chorar. Agora nossas lágrimas fluem de tristeza, mas também de gratidão por todas as belas lembranças de nosso doce, gentil, hilário e querido Bob. Ele era um irmão para nós, os caras, um pai para nós, as meninas e um amigo para todos. Bob, nós te amamos muito. Pedimos em homenagem ao Bob, abrace as pessoas que você ama. Ninguém deu abraços melhores do que Bob”.

Assinam John Stamos, Dave Coulier, Candace Cameron Bure, Jodie Sweetin, Ashley e Mary-Kate Olsen, Andrea Barber, além de Lori Loughlin, que está sem redes sociais desde o escândalo da universidade das filhas, e o criador da série Jeff Franklin.

Além dessas mensagens, vários outros artistas se manifestaram. Nem todos conheciam Saget pessoalmente. Outros trabalharam com ele em outras séries, como Kat Dennings, que recentemente esteve em “WandaVision” e foi uma das filhas televisivas do ator na sitcom “Raising Dad”. “Eu simplesmente não consigo acreditar. Que cara maravilhoso. Ele sempre se esforçava para me deixar confortável e falava sem parar sobre seus filhos. Que perda”, escreveu a atriz.