Divulgação/Warner Bros.

Filme do “Besouro Azul” troca HBO Max pelo cinema

A Warner Bros. mudou seus planos em relação ao filme do “Besouro Azul”, esperada adaptação dos quadrinhos da DC Comics. Ao contrário do que vinha fazendo ao longo de 2021, priorizando o streaming, o estúdio decidiu tirar o longa da HBO Max, seu destino original, para lançá-lo no cinema.

Estrelado pelo ator Xolo Maridueña (o Miguel Diaz de “Cobra Kai”), o filme ganhou data de estreia no circuito cinematográfico dos EUA: 18 de agosto de 2023. Ainda não há confirmação de sua distribuição no Brasil.

As filmagens ainda não começaram. Estão marcadas para o início de 2022, com direção de Angel Manuel Soto (premiado no Festival de Sundance pelo drama indie “Twelve”).

Escrita por Gareth Dunnet-Alcocer (do remake de “Miss Bala”), a trama vai se focar na terceira e mais recente versão do Besouro Azul nos quadrinhos, o que fará da produção o primeiro filme de super-herói latino feito nos EUA.

A trama gira em torno de Jaime Reyes, jovem que ganha superpoderes ao encontrar uma tecnologia alienígena. Ao se fundir à sua espinha, o traje tecnológico extraterrestre possibilita ao adolescente do Texas aumentar sua velocidade e sua força, além de materializar armas, asas e escudos. Só que a Inteligência Artificial que acompanha a roupa quer usar a tecnologia para ajudar uma invasão da Terra.

O personagem foi criado por Keith Giffen, John Rogers e Cully Hamner em 2006 na saga “Crise Infinita”. Desde então, ele ingressou nos Titãs e apareceu na série animada da Justiça Jovem.