Divulgação/Marvel

Novo filme do Doutor Estranho passará por refilmagens extensas

O novo filme da Marvel “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” vai precisar passar por extensivas refilmagens. O site The Hollywood Reporter apurou que o astro Benedict Cumberbatch e outros integrantes do elenco foram convocados para seis semanas adicionais de filmagens, e trabalharão de segunda a sábado no período.

As refilmagens tem o objetivo de resolver problemas enfrentados no período da produção original, realizada sob protocolos rígidos de segurança contra a pandemia, que restringiu a interação entre o elenco. A ideia é refazer algumas cenas com maior contato físico, além de aproveitar para desenvolver melhor algumas sequências de ação e contar com atores que não estavam disponíveis durante o cronograma original do projeto.

A produção marca a volta do diretor Sam Raimi aos personagens da Marvel, após comandar a trilogia original do Homem-Aranha. O roteiro é de Michael Waldron (criador de “Loki”).

Além de Benedict Cumberbatch como Doutor Estranho, o longa também conta com participação de Elizabeth Olsen como Wanda, a Feiticeira Escarlate, e há rumores sobre a aparição de Tom Hiddleston como Loki, o que faz de “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” um dos lançamentos mais importantes da Fase 4 do MCU (Universo Cinematográfico da Marvel).

Vale lembrar que, antes da revelação das refilmagens, a continuação de “Doutor Estranho” foi adiada em três meses, causando um efeito em cadeia que afetou todo o calendário de estreias da Marvel – e de “Indiana Jones 5”.

A estreia está marcada para 5 de maio no Brasil, um dia antes do lançamento nos EUA. Mas antes disso o Doutor Estranho poderá ser visto em “Homem-Aranha Sem Volta para Casa”, causando problemas no multiverso em 16 de dezembro nos cinemas brasileiros.