Divulgação/20th Century Studios

“Free Guy” chega a 80% dos cinemas brasileiros

A comédia fantasiosa “Free Guy: Assumindo o Controle”, em que Ryan Reynolds (o “Deadpool”) vive um personagem de videogame, chega a 80% do total de cinemas brasileiros abertos nesta quinta (19/8), quatro dias após estrear no topo das bilheterias do fim de semana nos EUA e garantir sua continuação pela Disney.

Com 83% de aprovação no Rotten Tomatoes, o filme também agradou a crítica norte-americana.

Cheio de easter eggs e até participações especiais que só vendo para crer, “Free Guy” é “O Show de Truman” da geração gamer, que explora ao máximo o carisma e o humor falastrão característicos de Reynolds. Na trama, ele vive um bancário comum chamado Guy (Cara, em inglês), que é um NPC (personagem não jogável) numa cena de assalto de videogame. Todo dia é igual em sua vida, até que uma jogadora (Jodie Comer, de “Killing Eve”) atropela sua existência e ele se torna autoconsciente. Ao perceber que sua existência é artificial e criada por um programador de games (Taika Waititi, de “Jojo Rabbit”), Guy resolve ajudar outros figurantes a enfrentar as ameaças do jogo, o que se torna um problema para a diversão dos jogadores.

O filme foi escrito por Matt Lieberman (dos novos longas animados de “A Família Addams” e “Scooby-Doo”) e marca o retorno do diretor Shawn Levy à direção, sete anos após o fracasso de seu último longa, “Uma Noite no Museu 3: O Segredo da Tumba”. Desde então, ele vinha se concentrando na atividade de produtor, inclusive da série “Stranger Things”.

Em circuito menor, outro lançamento aposta em efeitos visuais, mas com resultado bem diferente. Sci-fi noir estrelada por Hugh Jackman (“Logan”), que chega ao Brasil com título de novela brega, “Caminhos da Memória” (Reminiscence, em inglês) marca a estreia de Lisa Joy, cocriadora de “Westworld”, como cineasta. Ela assina o roteiro e a direção da trama futurista, que se passa após o derretimento polar inundar cidades, quebrar economias e transformar a nostalgia numa mercadoria cobiçada e impulsionada pela tecnologia de ponta.

Jackman vive um detetive particular que explora essa tecnologia para extrair memórias de seus clientes. Vivendo nos extremos da afundada costa de Miami, sua vida sofre uma reviravolta quando ele aceita uma cliente (Rebecca Ferguson, de “Missão: Impossível – Efeito Fallout”) que desaparece misteriosamente e se torna uma perigosa obsessão.

A Warner quase não divulgou o filme, que estreou de forma envergonhada, com resenhas embargadas até quarta-feira (18/8). E o motivo ficou claro quando as críticas começaram a ser publicadas. Considerado uma junção medíocre de ideias recicladas, o filme ficou com apenas 47% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Com distribuição ainda mais limitada, a comédia polonesa “Nunca mais Nevará” volta a levar a cineasta Malgorzata Szumowska (do terror “O Rebanho”) a explorar a temática do questionamento espiritual, desta vez centrada na influência de um misterioso massagista russo que se torna guru de uma comunidade privilegiada da Polônia. Submissão do país ao Oscar de Melhor Filme Inernacional, o longa também marcou a promoção do cinematografista Michal Englert (que trabalhou com Szumowska em vários filmes) a co-diretor.

Completa a programação um melodrama de cachorro da China e dois filmes brasileiros sobre pais e filhos adolescentes – um documentário em que uma mãe registra a transição de gênero do filho e um drama (coprodução argentina) sobre um pai (Leonardo Sbaraglia) que sufoca uma filha.

Veja abaixo todas as estreias de cinema da semana.

 

 

Free Guy – Assumindo o Controle | EUA | Aventura

 

 

Caminhos da Memória | EUA | Sci-Fi

 

 

Nunca mais Nevará | Polônia | Comédia

 

 

Eternos Companheiros | China | Drama

 

 

Limiar | Brasil | Documentário

 

 

Coração Errante | Argentina, Brasil | Drama