Instagram/Zhao Wei

Atriz Zhao Wei desaparece após sofrer censura do governo chinês

A atriz chinesa Zhao Wei está desaparecida. Também conhecida como Vicky Zhao Wei ou Vicki Zhao, a estrela da versão chinesa de “Mulan” (2009) e de sucessos como “A Batalha dos Três Reinos” (2008) e “Kung Fu Futebol Club” (2001), além de garota propaganda da grife Fendi e investidora bilionária, caiu em desgraça com as autoridades de Pequim, que a colocaram numa lista negra de celebridades banidas das redes sociais.

Os responsáveis pela censura chinesa proibiram desde quinta passada (26/8) que seu nome seja mencionado na internet e ainda ordenaram que todos os seus filmes fossem retirado de sites de streaming no país por motivos não explicados. É proibido falar em Zhao Wei na China e todos os créditos de trabalhos que a identificam estão sendo reeditados para fazer seu nome sumir.

O mistério em torno da atriz, inclusive seu paradeiro, intensificaram-se após relatos de que ela havia fugido para a França depois de saber que entraria numa lista negra. Ela tem um jato particular e teria sido vista com o marido no aeroporto de Bordeaux, na França, onde possuiu um vinhedo, Chateau Monlot.

Em meio aos rumores, Zhao postou três fotos em sua conta no Instagram no domingo (29/8), afirmando que estava com os pais em Pequim e negando a um seguidor que tinha ido para a França. Ela usou o Instagram, porque apesar da plataforma estar bloqueada na China, as autoridades chinesas não podem censurar seu conteúdo no exterior. Mesmo assim, a postagem do Instagram foi excluída posteriormente, deixando apenas conteúdos antigos no ar.

O governo chinês não deu nenhuma explicação oficial sobre a inclusão da atriz na lista negra, mas tem feito grande repressão à indústria do entretenimento e ao que entende como excessos da cultura das celebridades no país. A atriz Fan Bingbing (“X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”) já tinha sofrido um “desaparecimento” similar em 2018, ficando três meses sequestrada por autoridades chinesas até ressurgir “arrependida” para se desculpar publicamente por sua atitude egoísta e pagar multas de mais de US$ 129 milhões por sonegação fiscal.

No caso de Zhao Wei, o jornal estatal chinês The Global Times relatou que nenhuma razão oficial foi dada para as medidas, mas resgatou alegações antigas de impropriedade financeira ligadas a Zhao e seu marido Huang Youlong.

Amiga próxima do fundador do Alibaba, Jack Ma, Zhao e seu marido foram os primeiros investidores no Alibaba Pictures Group, comprando uma participação de US$ 400 milhões em 2015. O cerco a Zhao aconteceu após Jack Ma, o bilionário mais famoso da China, cair em desgraça com Pequim após criticar a legislação financeira do país e também ficar “desaparecido” por três meses, enquanto suas empresas enfrentavam bloqueio do governo e suas ações despencavam espetacularmente.